segunda-feira, abril 30, 2007

Aulas complementares de Inglês em risco em Lisboa

CML não paga
Maria João Lopo de Carvalho rói a corda à CML
Empresa Know How queria abandonar, mas para já há um acordo esta noite até ao fim desta semana...

As aulas de Inglês vão acabar ou continuam aos solavancos? Só se fala de alguns problemas mas há outros.
E a miudagem? Alguém está a pensar neles?

A notícia da TSF desta noite diz assim, a abrir: «Directora da Know How reclama dívida de 120 mil euros / A directora da Know How acusa a Câmara de Lisboa de uma dívida de cerca de 120 mil euros, ameaçando deixar sem aulas de inglês cerca de quatro mil alunos das escolas básicas da capital. O gabinete do vereador com o pelouro da Educação nega o montante em falta, acusando a directora da empresa de sobrefacturação».
Entretanto chegaram a um acordo de navegação à vista (parece que ninguém se atreve a mais do que isso lá na casa): até sexta-feira tudo igual, aguarda-se um parecer jurídico...
.
Mas a coisa não é de agora.
Houve logo quem a denunciasse em tempos. Por exemplo, aqui.
Eu próprio escrevi sobre isto há quinze dias, aqui.

Novo blog em Lisboa começa malzito

Colaborações é diferente de transcrições
Aclarar, aclarar, aclarar sempre...

Falo do novo blog que apareceu em Lisboa neste fim-de-semana em defesa - e sobre isso nada a dizer - da permanência de Carmona Rodrigues na CML.
Aliás, devo ter sido o primeiro a registar aqui o seu aparecimento.
Lê-se logo no cabeçalho desse blog:
«O Blog dos que querem que Carmona fique / Convidamos todos a que participem e que divulguem. Os contributos que quiserem deixar poderão ser feitos através da colocação de comentários que serão posteriormente publicados. Os comentários deverão ter sempre um título e poderão ou não ser assinados. Dada a natureza e o objectivo deste blog, a publicação dos comentários aqui colocados dependerá da adequação a esta linha editorial».
Até aqui, tudo normal, apesar desta última reserva. Mas, dada a experiência, e dado que é uma regra estabelecida à partida, tudo bem.
Outro desafio:
«Diga o que pensa / Porquê Carmona Rodrigues deve manter-se à frente da Câmara Municipal de Lisboa?Junte-se a nós e lute contra a corrente. Deixe a sua mensagem nos espaços para comentários em qualquer texto para posterior publicação».
Passe a incorrecção formal das primeiras palavras, também nada do outro mundo.
.
.
Mas... gato por lebre é que não
Mas o grave é isto: três textos, assinados respectivamente por Moita Flores, Octávio Ribeiro e Graça Moura, aparecem neste blog como de de colaborações específicas para a causa se tratasse... Fraude pura. Telefonaram-me há bocado: «Eh, pá, então o teu amigo Moita Flores... e tal». E eu: «Ah, sim? E o que é que diz?» leram-me. E eu: «Eh, pá. Isso li este fim-de-semana no 'Correio da Manhã»...
Fui ver.
Não era só o Moita Flores que era abusado. Porque é de abuso que se trata: abuso sobre o autor e abuso contra o leitor menos viajado nos jornais, na net, o que queiram.
Eram também o Octávio Ribeiro (também 'CM') e o Graça Moura ('DN').
Quer dizer: os colunistas escrevem nos seus jornais.
Quem os cita deve indicar duas coisas: que está a citar e qual a fonte de onde retirou os textos, mesmo que lhes tenham sido enviados por terceiros. Nada faz esmorecer essa obrigação.
Boa fé ou má fé, nem me interessa. Mas os «managers» do blog que resolvam lá essa questão - que não é de somenos.
Feita a coisa assim, é publicar gato por lebre.
Emendem lá a mão.
A comunidade blogosférica vai agradecer o gesto: autores e leitores.

Lisboa: DIAP informa: audição de Carmona adiada a pedido do prórpio

«Por causa justificada»

"A audição do presidente da Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues no DIAP de Lisboa, agendada para quarta-feira, foi adiada a pedido do próprio, noticia a Lusa.
A nota do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa não adianta a data em que Carmona Rodrigues será ouvido no caso Bragaparques.
«Na sequência de notícia veiculada na comunicação social relativa à data prevista para a realização de diligência de audição do senhor presidente da Câmara de Lisboa, no âmbito de inquérito em curso na nona secção do DIAP de Lisboa, comunica-se (...) que a referida diligência foi adiada, por causa justificada, a pedido do próprio», indica apenas a nota do DIAP".

Lusa, in 'PD'

Lisboa, 1º de Maio de 1907, comício republicano


Faz amanhã 100 anos foi assim

Foi enviada para si esta foto e esta nota (obrigado ao remetente):
«Faz exactamente amanhã (1 de Maio) 100 anos que se realizou no recinto do Teatro do Rato (São Bento) um comício republicano.
Foi assim o 1º de Maio há 100 anos em Lisboa.
O fotógrafo (desconhecido) estava lá e registou (1/Maio/1907). O Arquivo municipal tem a foto guardada».

Lisboa, para lá da propaganda

Envolventes do Túnel deixam muito a desejar, afirma Ferrero

Pesem embora os reforços do pelouro de Ambiente da CML na área da difusão de palavras, a realidade parece impor-se. Paulo Ferrero mantém-se atentíssimo à Cidade e ao seu património, seja o construído, seja o ambiental ou outro. E não deixa por mãos alheias essa defesa da Cidade.
É no Cidadania, hoje...
Eis um aperitivo: «O extremo sul da Avenida Fontes Pereira de Melo parece uma brincadeira com corrimão, aqui, placa ali, semáforo, acolá, num emaranhado de metal, sinalética e eu sei mais o quê. Ah, já me esquecia dos jacarandás. Sim, uma bela árvore, cujos exemplares mirrados e já tolhidos pelo vento e pela poeira, terão uma copa frondosa possivelmente daqui a 20 anos. Parabéns pela «requalificação»!
Leia, leia.

Solução Marina Ferreira para Lisboa?


De dentro do PSD vêm resistências

Marina Presidente
«Tudo indica e aconselha que não se repita tal opção, precisamente em nome da coerência e credibilidade que deve pautar a actuação do PSD».
PPG, in 'Crónicas Alfacinhas'

O banho
«Quanto mais tarde se der a barrela , maior será o banho... O banho eleitoral» na CML.
HF, ibidem

Contra o genocídio no Darfur

Em 30 países

«Estudantes universitários americanos simulam, em Boston, o genocídio do Darfur. Este domingo, decorreram em mais de trinta países diversos protestos contra um conflito que já matou centenas de milhares de pessoas naquela província do Sudão».

In 'Sol'

Andar a pé faz bem, dizem todos

Tem de ser mesmo!

Porque a sua saúde «também» (!) é importante...
Um estudo americano diz e o Instituto do Desporto confirma que se "considera que uma pessoa que dê menos de 5.000 passos por dia é «sedentária», entre 5.000 e 7.500 «pouco activa» e 7.500 a 10.000 passos «moderadamente activa»".
In 'PD'

Não é muito. Vá lá...

Lisboa traça o futuro de Marques Mendes?


Lello mete a foice em seara alheia

«José Lello afirma ao CM que “Marques Mendes é o nó górdio desta situação, a face da mesma moeda” e que o futuro de ambos “é conexo”, isto é, de Mendes e Carmona. Afinal, o líder do PSD escolheu o autarca “à revelia do candidato natural que era Santana Lopes.” O PS espera para ver. CASOMarques Mendes e Carmona Rodrigues ainda não conversaram sobre o futuro do edil à frente da Câmara de Lisboa. No dia 2, o PSD terá de tomar uma decisão».
Cristina Rita, 'CM'


... E Lello há-de ter muito com isso...

Artigos Relacionados no 'CM' dos últimos dias (veja as datas):
29-04-2007 - 00:00:00 Carmona vai resistir ao PSD
28-04-2007 - 13:00:00 Morgado dá prioridade aos processos em Lisboa
27-04-2007 - 17:02:00 Carmona Rodrigues fora do país
27-04-2007 - 13:19:00 CML: PS não reclama eleições intercalares
27-04-2007 - 00:00:00 Carmona depõe como arguido

Lisboa: do Estádio 1º de Maio para a Alameda Universitária


É já amanhã


Terça-Feira é dia 1º de Maio. Dia da Solidariedade Internacional dos Proletários de Todos os Países. Uma data que desde 1890 é comemorada em todo o mundo por milhões de trabalhadores. Em Portugal, o 1º de Maio está simultaneamente ligado a alguns dos mais importantes momentos da resistência ao fascismo, à mais impressionante acção de massas da Revolução Portuguesa e à resistência dos trabalhadores portugueses ao processo de recuperação capitalista. Este ano de 2007, em Lisboa, do Estádio 1º de Maio para a Alameda Universitária, participaremos em mais uma decisiva acção de luta - desta vez, contra a política de direita do Governo do PS.

domingo, abril 29, 2007

O futuro (próximo) de Lisboa passa por aqui também?

Um abraço e um elogio

Passará por aqui também o futuro próximo de Lisboa? Veja aí em baixo outra possível passagem do mesmo mas mais imediato futuro de Lisboa. Passará por aqui? Este abraço e aqueles elogios também não me saem da cabeça...
Nos dias que passam, sabe-se lá.
Pense comigo...

Quatro palavrinhas e o futuro imediato de Lisboa


Uma frase. Uma simples frase

Chamo-lhe a atenção para uma frase que me baila na cabeça desde 5ª-feira e não me larga. É uma afirmação curta de Carmona Rodrigues e foi proferida no quadro daquela cena pouco ortodoxa de toda a gente querer saber se estava constituído arguido e o que pensava fazer.

A frase, melhor a parte da frase que não deixa de me bailar «na retina» da espuma destes dias marados, é apenas esta - apenas estas quatro palavrinhas:

- Aconteça o que acontecer...

Exactamente: foi isso mesmo que eu ouvi com estes que a terra há-de comer o Presidente da CML dizer na sessão pública. «Aconteça o que acontecer». É por estas quatro palavrinhas que pode passar o futuro próximo de Lisboa.

Pense nisso.

Apelo geral por causa do Túnel do Marquês, em Lisboa


E se houver uma tragédia?
O melhor é prevenir enquanto é tempo…

Para mim, o pior do túnel é ele mesmo: a sua existência que era bem escusada e que traz para o centro da Cidade mais carros e mais depressa.
Mas é claro que, depois de construído, outras questões se levantam. E, neste aspecto, acompanho a ACA-M, no que se refere a esse novel e mais famoso túnel de Lisboa, quando põe o dedo na ferida relativamente a alguns dos pontos essenciais da segurança rodoviária ali postos em causa. O nosso amigo Manuel João Ramos e a sua equipa não brincam em serviço e sabem da poda. Destaco dois desses pontos aos quais sou especialmente sensível.
Primeiro: o separador central não cumpre as normas europeias de segurança. Estamos a brincar? É de bradar aos céus...
Segundo: este também é muito sério. Até transcrevo o texto da ACA-M: «Será que os pilares que sustentam o tecto do túnel junto às entradas e saídas do túnel e no separador central estão preparados para o embate de um veículo, ou são meros elementos estruturais do túnel?». Que coisa estranha. Será possível?

Algumas das questões colocadas pelos Bombeiros também me tocaram.

Um apelo: previnam enquanto é tempo, e sem orgulhos pouco sadios...

Leia mais no Cidadania Lx.

Lisboa na encruzilhada do vazio


As políticas, para lá da política

Lisboa bateu mesmo lá em baixo, no bas-fond. Um sítio onde não há luz nem caminho. A política não funciona. As políticas também não. PSD e PS fazem contas de somar e subtrair. Marina Ferreira também.
Marques Mendes vai ter ma semana horrível. É a vez dele. Fontão e Carmona Rodrigues já tiveram as suas.
Sócrates espera mais uns degraus nesta escadaria em que a CML só tem sabido descer.
Esse é o nível complexo da política.

As políticas

Mas convinha agora reflectir também sobre as políticas, para lá da política. Ou seja: e as políticas sectoriais? Vamos às mais importantes, caso a caso.
Leia mais em O Carmo e a Trindade.

Aeroporto de Lisboa


O parecer da AML

«Assembleia Metropolitana de Lisboa quer que Governo estude outras localizações para o futuro aeroporto» / «A Assembleia da Grande Área Metropolitana de Lisboa (AGAML) aprovou, esta semana, por maioria, uma moção que recomenda ao Governo que "repondere" a decisão de construir o novo aeroporto internacional na Ota e, "com humildade, reavalie a situação, analisando as novas alternativas de localização que entretanto surgiram".
O documento, proposto pelo PSD, foi aprovado com 17 votos contra, do PS, e 31 votos favoráveis, de todas as restantes bancadas do órgão deliberativo regional. Recomenda, também, à Junta Metropolitana de Lisboa que tome todas as medidas e acções para que "sejam analisadas em detalhe outras alternativas para a localização do novo aeroporto de Lisboa"».

In Público, hoje

Poema em Lisboa à Natureza morta pela mão do «homem assassino»

Simbolicamente


Paulo Ferrero inseriu esta árvore no Cidadania Lx para simbolizar as árvors liquidadas no Campo Pequeno. Como quem lamentasse e apenas desejasse um «QUE DESCANSEM EM PAZ».
Este é um poema à Natureza (morta = assassinada).
E colocou-lhe este simbólico epitáfio:



«As árvores morrem de pé»

Lisboa, Túnel


Problemas de segurança no Ponto Negro “Túnel do Marquês – Lisboa”

A ACA-M divulgou este

Comunicado de 2007/4/27
Abaixo, remetemos listagem de alguns dos problemas detectados em visita ao túnel do Marquês, após inauguração.Em breve, esta listagem será enviada à Presidência da CML, como anexo a um Requerimento, integrado na Campanha ACA-M / DECO: Vamos Acabar com os Pontos Negros nas Estradas Portuguesas.
Direcção da ACA-M

27/04/07

sábado, abril 28, 2007

Lisboa: é só carregar no botão

PS tem tudo

TSF ainda ontem: «Miranda Calha anunciou ainda que «chegou o momento de perguntar» à populaça de Lisboa se será útil continuar com este executivo na câmara e acrescentou que, caso o PSD não se demita em bloco, os vereadores da oposição poderão tomar essa atitude, até porque o PS já tem um candidato e um programa alternativo para possíveis eleições intercalares».
Que bom: o PS já tem tudo pronto.

A história repete-se.

Já vivi isto.

Em fente, marche!!!!


É disto que a direita gosta: coligados, PSD e CDS já fazem contas à vida.

Novo blog em Lisboa


Defensores de Carmona contra Mendes

um novo blog em Lisboa. Destina-se a defender a permanência de Carmona Rodrigues na presidência da CML. Nasceu hoje mesmo (às 11 da manhã: 11:06, mais propriamente).
Logo no segundo post atira-se a Marques Mendes (MM)que nem gato a bofe. Esse post é um grito. É sobre a situação dos arguidos. MM diz que têm de suspender o mandato. «Este critério de Marques Mendes é irresponsável e tem sido demagógico».

NOTA
PELA CORRECÇÃO FORMAL, PELA SERIEDADE, PELO AR SOSSEGADINHO E PELO TOM GERAL ADOPTADO ATÉ AGORA - AQUILO QUE JÁ ALI É DESIGNADO COMO «LINHA EDITORIAL» - NÃO É DIFÍCIL ADIVINHAR QUEM ADMINISTRA O BLOG... ATÉ ME PARECE ESTAR A VER OS DEDOS A DANÇAR EM CIMA DAS TECLAS.

Uma história infantil


As «rosas» da Liberdade
e o «Sousa Zar»...

Esta aconteceu mesmo. Nas vésPeras do 25, numa escola infantil, uma sala de 4 anos esteve a preparar um painel para a Manhã da Liberdade - havia uma iniciativa de colectividades e o painel foi lá exposto e apreciado...
Os miúdos fizeram os cravos da moldura com as mãozitas: dedos esticados, molhados em tinta vermelha e... zás: as pétalas de um cravo. Depois, pincel, tinta verde e... folhas verdes a envolver as pétalas vermelhas do cravo. Repetem-se em jeito de passe-partout os cravos em torno do desenho e do poema...
E já está: esse é o «placard» que vai para o ringue para marcar a Festa.
Tudo normal.
Agora a história infantil.
Na sala, tinha sido contada a história aos miúdos, mesmo que com linguagem infantil: a ditadura, o Salazar, as liberdades, a Revolução, o 25 e tal..
No dia seguinte, o painel volta para a escola infantil.
Um dos miúdos entra com uma tia que o leva, vê o painel no corredor, aponta e diz para a tia:
- Olha! As rosas do Sousa Zar!

- Do quê?

- Do Salazar - explica a tia. - Ele não sabe dizer o nome e diz assim...

- Ah, pois, aquele que não nos deixava falar, não era?
E ele, muito rápido:
- E não nos deixava ler.

Bem visto. Está lá o essencial do essencial.

Lisboa: últimas


Pormenores


1. Carmona «foi para a Inglaterra»

As motos antigas são um refúgio antigo. «Já fizera o mesmo aquando da crise da EPUL; no auge, foi para o estrangeiro».



Não acredito nessa. Não, mesmo. Só por linguagem simbólica é que a papo. A última coisa que Carmona pode querer é ficar mas isolado. Não se aguentaria uma semana. Soltava os diabos todos. E ele sabe-o melhor do que eu. Portanto, essa não, mesmo. Nem sei mesmo se esta saída táctica não foi acordada. Acho que sim.



Só foi notificado por telefone para ir depor na quarta que vem - e não sabe em que qualidade. Esta, custa-me a crer. Mas nunpaís onde se diz que o inspector que devia ter comunicado a Fontão que era arguido se esqueceu de o fazer - acredito que se diga tudo.


4. O PSD «tem tudo pronto»...

... «para carregar no botão para entregar a Presidência da CML a Marina Ferreira». Isso vê-se na cara da própria. Mas não é de agora. É milimétrico, segundo-métrico. Mas isso vê-se politicamente desde Novembro ou Dezembro, e sobretudo desde Fevereiro.


5. O Gabinete de Carmona Rodrigues...

... não explicou ontem em todo o dia onde é que Carmona estava nem a fazer o quê. Ok. Pelo lado de uma saída particular, tudo bem. Mas pelo menos devia ter dito isso mesmo: viagem particular, já antes agendada. E pronto: tudo resolvido. Assim, ficou em todos uma ideia deturpada e a especulação ganhou terreno.
(Todos os jornalistas que vi ontem presentes nos Paços do Concelho mo referiram. E os jornais 'Público' e 'Expresso' de hoje, pelo menos esses, referem-se ao assunto de modo pouco agradao, e com toda a a razão: trata-se da mais importante autarquia do País. Não dá para jogos de gato e rato.)
Sou claro: eu teria feito de modo diferente. Muito diferente.
.
... diz que quer ser ouvido no processo. Será que lhe passou pela cabeça que não seria? Aliás, o Ministério Público «promete ser rápido». O 'CM' diz mesmo que é a própria Maria José Morgado quem tem pressa para estes dois casos mais quentes: EPUL e Bragaparques.
E entretanto o homem de Braga diz mais: diz que este processo «é uma vergonha. Sinal de que não lhe está a correr bem.

sexta-feira, abril 27, 2007

Lisboa: Cronologia


«Crises na Câmara de Lisboa»

«A cronologia das crises na Câmara de Lisboa na sequência de investigações da Polícia Judiciária no âmbito dos casos Bragaparques e EPUL e sobre o caso Gebalis». ('DD')

Lisboa / Bragaparques

«Os negócios que fizeram tremer a Câmara Lisboa»

«O caso Bragaparques e as suspeitas de favorecimento da Câmara de Lisboa à empresa bracarense levaram à degradação da estabilidade da maioria social-democrata na autarquia, que culminou com o próprio presidente a ser notificado para ser ouvido como arguido». ('DD')

Associação de Turismo de Lisboa


«Alegando urgência do assunto»
«Carmona Rodrigues eleito presidente da ATL»

Isabel Oliveira, ‘Expresso’: «Presidente da Câmara Municipal de Lisboa substitui Fontão de Carvalho na liderança da ATL-Associação de Turismo de Lisboa.
O assunto não figurava na ordem de trabalhos da sessão pública de câmara da passada quinta-feira, mas Carmona Rodrigues introduziu-o na recta final da reunião. Invocando a urgência do tema – a Associação de Turismo de Lisboa elege os seus corpos sociais no próximo dia 3 de Maio – o autarca propôs-se substituir Fontão de Carvalho na presidência da Associação de Turismo de Lisboa (ATL), enquanto representante do município da capital».
.
Realmente, um pouco estranho. Fontão suspenso. Este refúgio para a a ATL... Dá que pensar. Ou não dá e é tudo imaginação? Vamos aguardar com calma e acompanhar esta matéria também.

Lisboa / Bragaparques

Um caso que «minou estabilidade na CML»

«O caso Bragaparques e as suspeitas de favorecimento da Câmara de Lisboa à empresa bracarense levaram à degradação da estabilidade da maioria social-democrata na autarquia, que culminou com o próprio presidente a ser notificado para ser ouvido como arguido». ('DD')

Síntese do dia em Lisboa


Dia agitado, como se calcula

1
PCP
PSD deve provocar eleições, diz o PCP / Lisboa. Jerónimo de Sousa incita PSD a resolver a crise na CML.

2
PS
Miguel Coelho (PS / Lisboa) diz que prefere António José Seguro para candidato a presidente da CML.
Miranda Calha diz que se calhar, neste quadro, mais tarde ou mais cedo tem de haver eleições para a CML.
Gaioso Ribeiro (PS) quer eleições.
Sócrates: «Que a CM ultrapasse os seus problemas».

3
BE
Sá Fernandes há muito que defende eleições intercalares.

4
CDS
Anacoreta Correia (CDS) prefere consenso entre todos a eleições (ontem puxou por eleições no ‘Debate da Nação’, na RTP 1).

5
Outras notas

PSD prepara plano B para a CML (Paula Teixeira da Cruz: aproximação ao CDS).
Carmona está fora do País.
A crise provoca que consequências na paralisação da CML.

Situação é agora insustentável

NOTA DO PCP SOBRE A CRISE NA CML

TEXTO INTEGRAL:

«PSD deve provocar eleições»

«Segundo todos os indicadores, Carmona Rodrigues, Presidente da CM, será ouvido na próxima semana no DIAP na condição de arguido no chamado «caso Bragaparques».

Para o PCP este momento era inevitável e previsível.
A questão é demasiado séria para que as instâncias judiciais nada fizessem.
Foi aliás o PCP que, nos primeiros dias de Agosto de 2005, participou às instâncias competentes a situação deste «negócio ruinoso».

Serenidade e clarificação
Num momento destes, de tão evidente gravidade, impõem-se da parte de uma força política responsável duas atitudes: serenidade e clarificação.
Para o PCP, que apela à máxima serenidade de todos os intervenientes, as vias de saída desta crise em benefício dos cidadãos de Lisboa passam por uma clara responsabilização do PSD por tudo o que está a acontecer e por um apelo ao PSD para que provoque eleições, agora que se esboroa a equipa e não há condições de cumprimento de um resto de mandato com os mínimos de eficácia.

Carmona Rodrigues diz que fica
Carmona Rodrigues, ontem directamente questionado pelo PCP sobre se é arguido ou não, deixou entender claramente que pretende levar o mandato até ao fim.
A questão é que, na actual situação de esboroamento da sua equipa, não se vêem condições de espécie alguma para que a CML se aguente neste plano inclinado.

Eleções são a saída
O PCP está disponível para qualquer saída credível.
A este propósito, o PCP reitera o que já antes foi publicamente garantido por Ruben de Carvalho: «Jamais será por causa dos eleitos do PCP que tal saída não será possível. Jamais será por causa de eleitos do PCP que esta desgraçada maioria do PSD se manterá no poder».

Responsabilidade primeira é do PSD
A situação concreta de gravíssima crise política paralisante da gestão em que a Câmara de Lisboa está mergulhada é, em primeira linha, da responsabilidade do PSD. Deve por isso o PSD criar com toda a urgência as condições para a saída da crise.
Deve o PSD, designadamente, avançar de imediato para eleições.
Não que o PCP pense que eleições significam solução – entre outras razões porque são só intercalares e só para a CML –, mas as eleições são uma saída desta situação insustentável.
O silêncio dos dirigentes do PSD não abona nada em seu favor e não clarifica a situação».



Lisboa: Carmona

Bragaparques

Carmona vai tomar conhecimento oficial de que é arguido.
Notícias aqui, aqui, aqui, e aqui: foram estas as primeiras que se eram já nas edições de hoje.
Por outro lado, ressalta do 'Debate da Nação' de ontem que o CDS, pela voz de Anacoreta Correia, defende agora eleições antecipadas «clarificadoras».
Mais: «Segundo apurou o DN, Carmona Rodrigues tem vindo a passar as principais pastas da autarquia à vice-presidente, Marina Ferreira».

Lisboa: recordatória


«Sem condições»

Antes foi assim: «O caso (Fontão como arguido, Fontão que é independente em lista PSD) gerou grande agitação entre os sociais-democratas. A «pivot» de todo o processo foi a líder da distrital de Lisboa, e também presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Paula Teixeira da Cruz. A dirigente participou num almoço que reuniu Carmona Rodrigues e os restantes vereadores laranja. A indicação dada foi clara, e concertada entre Teixeira da Cruz e Marques Mendes: "Quem é arguido não tem condições para se manter em funções"».

Protesto contra a RTP


À margem desta questão de Carmona Rodrigues como arguido

Protesto contra esta RTP. Contra esta discriminação em tão pequenos pormenores que mostram mentes pequeninininininas.
É só coincidências: agora mesmo, ao ouvir cada partido, a RTP fez o favor de a todos fazer uma introdução, dizendo pelo menos quem era e tal, mas, quando chegou a António Filipe, não teve tempo: a introdução foi: «Anacoreta Correia, ontem à noite, no ‘Debate da Nação’ tal e tal» - e depois enfiou com o António debaixo desse mesmo chapéu. Querem o quê? Que a malta fique feliz com esta redacção, com estes editores, com estes jornalistas? (Repito: com estes, sublinhado).
«Ná, na, senhor», isso não é de propósito. Acontece!
Coitadinhos! Espero que sejam felizes… com cabecinhas tão pequeninas.

Elas não matam mas moem…


PS e Sócrates caem 5 pontos

Uma nota sobre sondagens. No ‘DN’.

quinta-feira, abril 26, 2007

Lisboa: Carmona arguido?


«Caso Bragaparques / Carmona Rodrigues constituído arguido»

Isabel Oliveira, «Expresso» on line: «O presidente da Câmara Municipal de Lisboa foi notificado para prestar declarações no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) na qualidade de arguido».
… Como era natural que acontecesse e como nos últimos dias tem ficado claro pelos sinais que vêm de dentro da maioria PSD na CML.
.
Carta-convocatória pode estar em trânsito
À Lusa, o Gabinete de Carmona nega que o Professor tenha sido notificado. Isso é capaz de pode ser mesmo verdade: se a carta ou o termo estiverem em trânsito, todos estarão a falar verdade, porque oficialmente só é arguido depois de lhe terem lido o tal termo.
Isso tudo está explicado aqui.
... mas «Carmona reitera que vai cumprir mandato até ao fim» - leio aqui, confirmando a leitura que faço aí em baixo sobre a sessão da CML.
.
Braço de ferro
Margarida Davim, 'Sol', diz que a oposição refere a hipótese de um braço de ferro entre M. Mendes e Carmona.
.
Santana
E o que pensará disto Santana que ontem nem foi ao túnel e nem se justificou nem abriu a boca até agora? Leia aqui uma hipótese de resposta.
.
Crise na Câmara
Pode ver aqui uma série acumulada de documentos e de vídeos sobre a criso na CML. Para memória futura.

Lisboa, túnel e opiniões

Uma opinião: mais uma

Não deixe de ler isto. O que lhe parecer estapafúrdio é mesmo. Quer no comentário quer na vida real. Estão bem uns para os outros...
Bombeiros Profissionais pedem um mês de encerramento do túnel
'Público', ao fim da tarde de hoje: «ANBP pede reunião urgente com a Câmara de LisboaTunel do Marquês: bombeiros defendem encerramento por um mês / 26.04.2007 - 17h04 - Lusa / A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) congratulou-se hoje com o encerramento do túnel do Marquês durante o fim-de-semana e vai solicitar uma reunião "muito urgente" com o presidente da Câmara de Lisboa, defendendo que aquela via deve encerrar durante um mês por questões de segurança».
Afoga a trânsito e faz poluição
No 'DD', Nunes da Silva dá opinião contra o túnel.

Lisboa e a Bragaparques

Arguido ou não
Carmona quase diz que não sai

Na sessão de hoje, Carmona Rodrigues não respondeu à pergunta directa de Ruben de Carvalho («É ou não é arguido»), feita para que não se viesse mais tarde repetir aquela coisa de Fontão ter dito que nunca tinha dito que era arguido porque nunca ninguém lho tinha perguntado. «Hoje pergunto-lhe com todas as palavras». Mais ou menos com estas palavras, Ruben queria uma resposta. Não a obteve, mas Carmona falou mais ou menos assim:

1
Vai ser ouvido no processo Bragaparques.

2
Não sabe o que acontecerá a seguir.

3
Respeita a opinião do PSD e de Marques Mendes.

4
Mas não é militante.

5
O que fará é uma decisão pessoal.

6
Está eleito pela população de Lisboa para exercer o mandato até ao fim.

O que eu concluí é muito simples:

1
Carmona admitiu hoje que poderá também vir a ser arguido.

2
Não suspenderá o mandato.

3
O PSD que se aguente à bronca.

Leia aqui o que a Ana Clotilde Correia (Lusa) colocou on line sobre a mesma matéria.

Distrital do PSD e Isaltino

Há agora que manter alguma atenção ao evoluir da situação, já que muita gente está impropriamente a comparar Lisboa com Oeiras (situação de acusação formal contra Isaltino). A dado passo, o comunicado da Distrital do PSD / Paula Teixeira da Cruz diz assim: «O Partido Social-Democrata Lisboa/AML, tomou conhecimento pela comunicação social, de que foi proferida acusação pelo Ministério Publico contra o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, respeitante a alegados factos praticados no exercício do seu mandato. Trata-se de suspeitas que decorrem do exercício de funções públicas.
No Município de Oeiras existe uma coligação formal entre o Movimento populista IOMAF e o Partido Socialista, partilhando os senhores Vereadores do Partido Socialista responsabilidades de gestão no executivo Camarário.
O Partido Socialista em Oeiras considera esta questão um problema pessoal.
Atenta a natureza das acusações formuladas contra o autarca, o PSD considera que este não dispõe de condições políticas para continuar a exercer o seu mandato, devendo suspendê-lo, até conclusão do processo-crime , para salvaguardar, desde logo, a defesa da Instituição».

Lisboa: túnel, túnel, túnel

Parecer negativo da Quercus

Ontem, a Quercus / Lisboa emitiu esta Nota:
«No dia em que é inaugurado o Túnel do Marquês, a Quercus relembra as suas posições tomadas nos últimos anos.

1. A realização desta obra, foi concretizada a expensas do coberto vegetal do topo sul do Parque Eduardo VII e do arranjo paisagístico das vias circundantes.
Esta agressão contraria a necessidade de amenização da paisagem da cidade de Lisboa e em nada contribui para a melhoria da sua qualidade do ar e do seu equilíbrio térmico.

2. Todos os estudos que foram realizados sobre o efeito de indução de tráfego pelo alargamento de vias, resultam no esgotamento dessa nova capacidade num prazo máximo de três anos.

3. Não foi realizada uma Avaliação de Impacte Ambiental, em tempo útil, de forma a promover alterações e propôr alternativas.

4. Os riscos de segurança, quer do seu traçado, quer do desenho das suas vias, acrescem perigosamente a situação de ponto negro rodoviário de que a Praça do Marquês de Pombal já goza.

5. Na proposta de revisão do PDM, apresentada pela Câmara Municipal de Lisboa, verifica-se que a zona húmida é claramente atravessada pelo túnel no troço Joaquim António de Aguiar/Praça do Marquês de Pombal, sendo por este seccionada, embora a Câmara nunca o tivesse afirmado.

Pelo facto de nunca se ter demonstrado a necessidade e pertinência desta obra e pelos atropelos de todo o projecto às necessidades de transparência e participação pública, não podemos aplaudir a sua inauguração.

Mantemos as maiores dúvidas em relação às questões de segurança e reafirmamos que este túnel contribuirá para a entrada de mais veículos automóveis no centro da cidade agravando a poluição do ar urbano, afastando ainda mais Lisboa do cumprimento das normas de qualidade do ar que internacionalmente se impõem.

Lisboa, 25 de Abril de 2007»

Lisboa, caso Bragaparques


Mais arguidos?


Pedro Feist defendeu ontem que, se Carmona for arguido, não deve haver suspensão. E disse a propósito disso: «"Nesse cenário teríamos de repensar toda a estratégia. Não quero acreditar que seja um cenário exequível, mas acredito em tudo. Gostava de ter a certeza de que temos uma justiça justa"».
Este foi «o único vereador da maioria que aceitou falar sobre o assunto».
Sá Fernandes: «"Para a semana este processo vai ter mais arguidos", afirmou, por seu turno, o vereador do Bloco de Esquerda»
… Isto escreve Ana Henriques no ‘Público’ de 26.

Lisboa, ontem

25 de Abril mais agitado do que é hábito

‘PD’: «Manifestações frente à PIDE levam a detenções»

Lisboa e novas chefias


Lipari põe outra vez tudo em polvorosa

«As substituições de chefias no pelouro da Habitação e Acção Social da Câmara Municipal de Lisboa (CML) estão a gerar polémica. Tudo porque o vereador Sérgio Lipari Pinto exonerou os directores dos departamentos de Educação e da Acção Social, Lurdes Rabaça e Fernando Pinto, substituindo-os respectivamente por Helena Pousada, técnica da câmara, e Ivone Ferreira, ex-jornalista da RTP e assessora de David Justino, ex-ministro de Durão Barroso e agora assessor de Cavaco Silva».

In 'DN'

Lisboa: túnel, ontem

Inauguração e «ala, que se faz tarde»

Na inauguração do túnel, acabou por haver uma notícia concomitante: Carmona tinha lá o Peugeot 607… O Filipe Morais conta tudo.
Saiba mais… o túnel em números, no ‘CM’. Por exemplo, e não haver confusão dos jornalistas (creio bem que não haverá): «Segundo o vereador Pedro Feist, o túnel vai estar encerrado nas madrugadas de cada fim-de-semana para avaliação da realidade, testes e correcções». Portanto, não será só neste fim-de-semana…

25 de Abril








Materiais diversos

Incluindo história e material recente.

1
Vídeo
2
Fotos de hoje, em Lisboa

Sócrates ouviu isto…

… e não deve ter gostado nada

«É preciso que exista uma clara separação entre actividades políticas e actividades privadas, que as situações de conflito de interesses sejam afastadas por imperativo ético e não apenas por imposição da lei». (PR, hoje na AR)
É que há tanta coisa a correr por aí sobre pessoas com funções públicas a aproveitá-las para fins seus. E tantos deles, parte do pessoal político de Sócrates…

Lisboa: as razões dos vereadores do PS


Uma ausência da inauguração do túnel

Meia obra, má obra, finanças da obra: as três razões. Pode ler aqui. Mas noto que nem uma palavra sobre o Desfile (de cuja Comissão Organizadora faz parte o PS, claro). Lamento. Por causa de Abril.
Esquecimento? Sem dúvida, apenas isso.
... Embora se saiba que «os vereadores do PS e do PCP optaram por estar, à mesma hora, nas comemorações do 25 de Abril» (JN).

(Gostei mais disto, apesar de tudo:

«Apesar de tudo.
Apesar de todos os erros cometidos
(e que continuaremos a cometer).
Apesar dos nossos enganos e desilusões.
Apesar de nós próprios, até.

Por isso sabe bem re-descobrir e tornar a sentir
o sabor, o calor, a alegria do 25 de Abril de 1974»
.)

… Lido aqui.

quarta-feira, abril 25, 2007

Obras do Metropolitano de Lisboa

Conclusão prevista para Julho

Afinal dizem que vai ser mais rápido do que eu pensava: em Julho acabam as obras. O resto do Túnel do Marquês virá logo a seguir, ou não é assim?
Leia aqui: «As obras de reforço da galeria do Metropolitano de Lisboa junto ao Túnel do Marquês, das quais depende a abertura desta via para a Avenida António Augusto Aguiar, estarão concluídas no início de Julho, anunciou hoje a transportadora.
"A adjudicação da obra será feita no prazo de duas semanas, dentro do `timing` previsto. Depois a obra será rápida", disse à agência Lusa o presidente do Metropolitano de Lisboa, Joaquim Reis, no final de uma visita com vários agentes da mobilidade ao Túnel do Marquês».
E dizia há dias Carmona Rodrigues que não sabia de nada…

Lisboa, inauguração e arrepio de caminho

Santana ausente
Túnel vai fechar...
Ho, ho, ho!


Santana

Afinal Santana, depois de tanta hesitação, depois de ter dito que ia, não foi. Como era evidente. Se Carmona está «orgulhoso», como dizem os jornais on line esta tarde, então Santana afasta-se. Santana não quer caucionar nada do que está a passar-se em Lisboa. Nada. Escrevam o que lhes digo. Nada. Nem do que já se passou nem do que está para vir.


Vai já fechar?

Li a coisa agora mesmo e este texto fala do assunto...
Mau! Afinal, a coisa não é tão simples. Leia-me isto.
O túnel mal abriu já vai estar fechadito para umas avaliações… Pressas do diabo. Mas para quê, santo Deus?
Mal abriu e já vai estar fechado das 23 às 5 de sexta, de sábado e talvez de domingo…
Que chachada!

Lisboa: surpresa das surpresas

Pedro Feist avança hipótese de trabalho
Se, se, se, se…

«Pedro Feist diz que Carmona deve manter-se funções caso seja arguido / O vereador da câmara de Lisboa Pedro Feist (Obras Municipais) defendeu hoje que o presidente do município, Carmona Rodrigues, deverá manter-se em funções na eventualidade de vir a ser constituído arguido no âmbito do processo Bragaparques».
Mais adiante, na mesma peça: «A fonte adiantou que «nos próximos dias» estão previstas outras diligências no âmbito deste caso».

In 'Sol'

Viva Abril!


À tarde, do Marquês até ao Rossio


Encontramo-nos lá. Deite tudo para trás as costas. Valeu a pena, apesar sos apesares, não tenha dúvidas. Há 33 anos matava-se e morria-se em paragens longínquas, para se ter acesso à faculdade era o cabo dos trabalhos, ganhava-se uma miséria, o país estava fechado ao resto do mundo, a malta nem podia abrir a boca. Etc., etc..

Vá lá, à Avenida, e lute por si e por aquilo em que acredita.

Até logo!
Nota
Mesmo que mal paginado, o meu texto já está no site da AA25, aqui. Título: «Nem que eu viva 100 anos». Clique em cima de VER que ele abre mesmo - embora não pareça...

Uma notícia faz-se e desfaz-se

Freeport: um exemplo

Miguel Almeida, luminária de Santana Lopes, afinal era informador habitual da PJ. Nada que estranhe. Mas um registo. Porque, dada a clara incompetência, a clara ambição e a clara protecção de Santana, cheira-me que ainda ouvirei falar deste tipo outra vez.
Bom, isto é apenas um registo útil para o futuro.
A descrição do julgamento que decorre em Setúbal sobre o Freeport é bem sugestiva. Perca um minuto e leia-o aqui.

Lisboa: «Túnel tem segurança»

Baptista Antunes garante

O Comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros garante que «por proposta do RSB, foram aplicadas algumas medidas preventivas das quais se salientam a interdição da circulação a veículos pesados e a veículos transportando matérias perigosas, o que associado aos sistemas de segurança e gestão implementados, e ao plano de resposta elaborado permite considerar o Túnel do Marquês como uma infra-estrutura dotada das condições de segurança para a sua entrada em funcionamento».
O Comandante António Augusto Baptista Antunes, Coronel de Engenharia, afirma no comunicado que foram efectuados «os necessários reconhecimentos pelo pessoal e meios de intervenção do RSB que irão actuar prioritariamente no local e consequentemente foi elaborado um Plano de Resposta (Plano Prévio de Intervenção)».
Leia o comunicado todo aqui.
Leia também mais informação inserida no ‘CM’ de hoje.

CDU de Lisboa acusa

«Visita ao túnel do Marquês a pé marcada para a mesma hora da concentração do Desfile do 25 de Abril»

«Carmona Rodrigues e maioria PSD na CML
ignoram o Desfile do dia 25 de Abril»

"A «inauguração» do túnel do Marquês pelas entidades convidadas pelo Presidente da CML e pela maioria PSD da Câmara realizar-se-á amanhã cerca das 15 horas. A «comitiva» iniciará um percurso a pé pelo túnel, com início nas Amoreiras, que acabará no Marquês de Pombal precisamente à hora em que ali decorre a concentração da qual parte o desfile comemorativo do 25 de Abril de 1974 que desce a Avenida da Liberdade.
Por outro lado, foi anunciado que, após essa «inauguração» pelas «entidades», o túnel estará aberto «à população» até ao fim da tarde.
Se no primeiro caso a deliberada confusão entre um acto oficial e uma manifestação popular no mesmo local e à mesma hora configura uma quase confrontação política, o convite à «visita da população ao túnel», antes da sua abertura ao trânsito automóvel, exactamente no mesmo horário em que decorrem as comemorações populares se apresenta como uma tão risível quanto condenável tentativa de diversão.

Para além das posições críticas que sustentou quanto a esta obra (sendo de sublinhar que, na véspera da inauguração, continua a ignorar-se o seu custo exacto e mesmo o rigor da sua segurança), o PCP condena a forma como a inauguração assume, por responsabilidade da maioria PSD da Câmara e do seu presidente, um carácter politicamente afrontoso das comemorações populares de uma data com o profundo significado democrático do 25 de Abril".

terça-feira, abril 24, 2007

Lisboa: caso Bragaparques mexe outra vez


Fontão arguido novamente

«Participação económica em negócio e prevaricação são os crimes sob investigação neste inquérito / Fontão de Carvalho foi constituído arguido no caso Bragaparques» (ás 21h49). Foi primeiro na SIC, julgo (foi aí que ouvi). Depois por todo o lado. No Público on line, António Arnaldo Mesquita e Ana Henriques escreviam que «O até há pouco tempo vice-presidente da Câmara de Lisboa Fontão de Carvalho foi constituído arguido no âmbito do processo Bragaparques, num inquérito em que estão a ser investigados crimes como a participação económica em negócio e a prevaricação».

Lisboa: Bombeiros não coincidem no diagnóstico

O Túnel do Marquês tem ou não tem segurança?
ACA-M toma posição

Segurança no túnel, não!
Leio no Público on line o seguinte: «Aponta falhas de segurança e falta de planos de emergência / Associação Nacional de Bombeiros dá parecer negativo ao túnel do Marquês (às 15h28) / A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) defendeu hoje que o túnel do Marquês de Pombal, em Lisboa, não deve abrir ao trânsito já amanhã, como está previsto, apontando falhas de segurança e falta de planos de emergência».

Segurança no túnel, sim!
«Sapadores Bombeiros garantem que Túnel do Marquês tem condições de segurança (Lusa às 21h36, citada no Público on line) / O Regimento dos Sapadores Bombeiros (RSB) de Lisboa garantiu hoje que o Túnel do Marquês tem as condições de segurança para entrar em funcionamento amanhã, como o previsto, e salientam que existe um plano de resposta a situações de emergência, contradizendo a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, que hoje apontou falhas na segurança».

Segurança e outras coisas
Na RR: «Associação dos Cidadãos Auto-Mobilizados (ACA-M) alerta que o Túnel do Marquês, em Lisboa, pode colocar em perigo a segurança dos cidadãos.
Manuel João Ramos, da ACA-M, alerta os automobilistas para a inclinação do novo túnel e lamenta a falta de uma auditoria de segurança rodoviária.
“É um túnel perigoso, que tem uma inclinação de 9% e em certos pontos de 10%, o que significa que é um túnel com o dobro da inclinação daquilo que é permitido na directiva europeia”, adverte».
Pode ler aqui este comunicado na íntegra.

Cabinda

Há 33 anos

O Paulo Ferrero desafiou: "Escreve um texto sobre «onde estavas há 33 anos»".
Escrevi. Pode ler aqui.
25 de Abril, Sempre!

Cais das Colunas, Lisboa


Boa notícia

Vi hoje de manhã. Começaram as obras no local onde há-de estar outra vez o Cais das Colunas. Que nunca as mãos lhes doam... desta vez.
Foto
Eduardo Gageiro

Audiência

Muita

De repente, o LL começa a ter ainda mais leitura. Nesta semana, subiu de 300 / dia para 500 e tal. É bom? É assim-assim? Logo veremos. Uma das consequências chatas: o Google propôs-me começar a colocar aqui uns «shots» de promoção. Aceitei, à experiência. Se for coisa que me incomode, acabo logo com isso.
Para mim, o essencial é mesmo Lisboa. O resto, só por acréscimo.
Nota
A pedido de «várias famílias», um dia destes recoloco no ar por algumas horas todos os comentários já alguma vez aqui produzidos e que fui apagando... As pessoas dizem-me que duvidam de que se trate de ofensas pessoais em todos os casos e que nalgumas situações posso ter sido demasiado inflexível.
Pois bem: nessas horinhas em que vão estar disponíveis, que cada um analise e pense.
Sei que vai ser um chavascal. Mas controlado.
Mantenha-se atento.
Mas não me voltem a pedir tal. Não mais o farei.

Foi há 33 anos



Foi na próxima noite (de 74) que a coisa se deu...

«Grândola, Vila morena,
Terra da Fraternidade.
O Povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó Cidade»
(José Afonso)
Honra seja a todos os que contribuíram para isso. Honra para sempre. Obrigado, resistentes. Obrigado, tropa. Obrigado, Povo da minha terra.
Abril, sempre!

Túnel abre amanhã à tarde


Perigo, só o normal nestas coisas...


«Não há perigo», dizem uns. «Cuidado com a inclinação», dizem outros. Eu acredito que o perigo não é esse: é esta «auto-estrada» para dentro do coração da Cidade, como já alguém disse. Não vale a pena desviar as atenções. A única coisa a fazer, em matéria de segurança, é cumprir os limites legais escrupulosamente.

Sócrates, a Função Pública e os franceses


Nem Sarkozy?

A propósito da entrevista de Sócrates ao Le Point, leio agora no ‘PD’: “O texto que antecede a entrevista abre com um episódio ocorrido durante uma conversa entre José Sócrates e o candidato presidencial francês Nicolas Sarkosy em São Bento, em Março do ano passado.
Nessa conversa, o primeiro-ministro português «expôs as reformas drásticas feitas desde que chegou ao Governo em Março de 2005».
«Sarkozy nem queria acreditar no que estava a ouvir, sobretudo quando Sócrates passava em detalhe como desfez a maioria das regalias adquiridas na função pública portuguesa», escreve o jornalista Dominique Audibert.
No final da exposição de Sócrates sobre as reformas na administração pública, já quando saía de São Bento, o jornalista francês diz que Sarkozy terá deixado o seguinte desabafo: «felizmente os socialistas franceses não são como ele, caso contrário teria dificuldades em posicionar-me»”.

Árvores abatidas em Lisboa, Campo Pequeno

«Não tinham sustentação por causa das obras», diz Proa
«Foram danificadas na obra», diz o jornal

Inês Boaventura, ‘Público’: «Os 97 plátanos a abater, diz o vereador dos Espaços Verdes, "podem cair porque não têm sustentação nas raízes ou porque estão a apodrecer por dentro" / 56 é o número de árvores danificadas durante as obras na praça de touros / Quase metade dos 97 plátanos que estão a ser abatidos no jardim do Campo Pequeno, alguns dos quais têm entre 70 e cem anos, já estava em mau estado antes das obras de requalificação da praça de touros».

A única pergunta a fazer é a seguinte: não deve a Cidade, então, accionar em tribunal a empresa que danificou as árvores sãs à data de início das obras? Até para servir de exemplo. Árvores centenárias, ainda por cima. Se eu danificar um simples sinal de trânsito com o carro vêm para cima do meu seguro, certo?

MFA, MFA, MFA


Nem que eu viva 100 anos...


Este texto, para recordar o dia em que pus o pé no chão na Portela após o 25, já devia estar a estas horas patente no novo site da A25. mas não está. Leia-o aqui, se tiver interesse...

Lisboa, processos

CML paga?

Margarida Davim, ‘Sol’: «Carmona quer CML a pagar custas de vereadores arguidos» e de ex-vereadores: Fontão, Gabriela, Eduarda Napoleão.

Lisboa: CDU responsabiliza CML

Junta de São João de Deus

Nota da CDU desta tarde: «A construção do edifício da nova Sede da Junta de Freguesia de S. João de Deus e do Grupo Dramático Ramiro José foi concluída há cerca de um ano e meio.
Contudo, estas instalações ainda estão encerradas, com grave prejuízo para o funcionamento da Junta de Freguesia, impedindo-a de melhorar as condições de apoio aos residentes.
A CDU, que já levantou a questão na Assembleia de Freguesia e na Assembleia Municipal, responsabiliza a Câmara de Lisboa por este atraso e vai realizar, no próximo dia 26, pelas 18,00 horas, em frente do edifício, situado na Rua João Villaret (junto à Estação de Comboios do Areeiro, do lado da Av. de Roma), uma acção de esclarecimento à população e de protesto por esta situação, exigindo a abertura imediata da futura Sede da Junta de Freguesia».

Lisboa, Campo Pequeno

Árvores, árvores, árvores
Corta, corta, corta

Site da CML: António Prôa, vereador dos espaços verdes (com minúsculas), visitou o local do crime ambiental e prometeu uma série de coisas. Vamos fixá-las para… mais tarde comparar.
No ‘Lóbi do Chá’, hoje: "Não há ninguém que goste mais das árvores da Cidade de Lisboa do que eu" – disse o Vereador da Câmara de Lisboa, António Prôa. Disse isto durante o abate de árvores no Campo Pequeno.
(…) O Vereador da Câmara, seja o Prôa ou outro qualquer, só tem de informar os munícipes que o abate das árvores faz parte da reabilitação da Praça de Toiros do Campo Pequeno. Não deve pretender iludir o povo com charlatanices».
Na SIC, uma mistificação: «Abate de árvores / Câmara de Lisboa apresenta requalificação de jardim no Campo Pequeno (…)».

Ao fim da tarde, por essas 18 horas, Paulo Ferrero esteve no local, escreveu no Cidadania LX, falou para a televisão, escreveu-me de lá uma mensagem pungente: «Até cheira a seiva». Respondi-lhe também por sms: «Crime ambiental, disse ele».

segunda-feira, abril 23, 2007

Uma fraude intelectual de Pinto da Costa; uma fraude informativa da TVI

Tudo numa só tarde - é de mais, você não acha?

1
Pinto da Costa
Agora mesmo nos telejornais:
- Quando o ... me falou (para a recandidatura para mais três anos, se bem entendi, à frente do Porto), pus duas condições: a primeira, que se resolvesse a questão do Pavilhão - e resolveu-se com a CGD; a segunda, que não aparecesse mais ninguém, para que não dissessem que eu estava agarrado ao poder...
Terei ouvido bem? É o descaramento elevado à última potência. Se aparecesse alguém, estava agarrado ao poder. Impedindo que houvesse outro candidato, é o pluralismo puro, e não está agarrado ao poder!!!!!!
Esta malta da bola deve pensar que isto é tudo atrasadinho da bola...
...
2
Outra, a da TVI
Mas essa vai ser você mesmo a ver e a rir-se de tanta incompetência. Leia esta notícia, mas para já leia só o título.
Agora, clique lá outra vez e leia só o texto.
...
Então, uma coisa tem alguma coisa a ver com a outra?
Nada!!!!! Pelo contrário! Que jornalista fez isto?
Jornalista?!?

PSD Lisboa visto de dentro

A célebre Secção J do PSD Lisboa e outras histórias de arrepiar
Sem rebuço…

Caro leitor. Prepare-se para uma bomba. Registo isto antes que desapareça. É o PSD visto de dentro. Nada que me surpreenda. E a si?
É um caso de auto-desmascaramento.
Trata-se de duas peças: um post inserido ontem, 22, num blog perto de si (normalíssimo), e o respectivo comentário (p' à desbronca total), feito por alguém que conhece a casa. Leia com muitíssima atenção. É anónimo, vale o que vale, mas tanto pormenor - não me enganam com essa do «É anónimo, é mentira». Aprecie por si. Aqui, no LL2.

Pelo sim, pelo não

Jogar pelo seguro

Para evitar mais sururus. Para apagar fogos. Para cortar cerce. Para garantir futuros. E até posso garantir que quando se mudar de governo, bye-bye, dossier. Claro como água.
Bem pensadito.
Li no «'Público' Última Hora» e até abri, mas de repente não abre... Tente você mesmo chegar ao texto (clique aí nesse link)... Espero estar completamente enganado no que estou a pensar de repente.
O que ainda lá está é isto:
«UnI responde hoje ao Ministério do Ensino Superior
Dossier de Sócrates na Independente pode ficar nas mãos do Governo
Caso se confirme o encerramento da Universidade Independente (UnI), o dossier de aluno do primeiro-ministro, José Sócrates, irá ficar na posse de uma entidade indicada pelo Ministério do Ensino Superior».

O protocolo

Viva então Abril

Obrigar. É preciso obrigar os professores? Estou a falar do que li. Li agora mesmo no ‘Público’ on line que foi assinado um protocolo entre o ME e o A25, «obrigando os professores a encontrar novas formas de estimular os jovens a interessar-se por momentos recentes da história de Portugal, como o Estado Novo e o 25 de Abril».
É preciso obrigá-los a isso?
Oh, diabo! Então a coisa está mesmo preta.
Obrigados, também não irão muito longe. Digo eu. Que tristeza.

Reunião com Carmona Rodrigues

Sporting: urbanização

Li no Record n line que hoje de manhã (às 11) Carmona Rodrigues terá reunido com a SAD do Sporting para tratar de um assunto que não está agendado para 5ª-feira: a operação urbanística do clube em Alvalade.

A25 tem site aberto


Eu vou escrever lá
Claro...

Vi aqui. Eu vou colaborar. Até já me registei. Estou só à espera de que a password de acesso me chegue via mail.

Tema quente em Lisboa


Gebalis e Lipari provocam excitações em catadupa


Eh, pá. Umas linhas de mera opinião política que escrevi aí em baixo provocaram uma trovoada em vários campos.

Setúbal, Marina Ferreira, Maria José Morgado, muito Lipari, Maria José Nogueira Pinto, os partidos todos, os inquéritos...
Se o tema é actual ou não, eis aí os comentários a provar algo.
Puxei tudo para a 1ª página do LL2. Agora. Vale a pena dar uma vista de olhos.
.
Actualização
Não deixe de ler também a contra-resposta de uma das partes envolvidas na origem desta enxurrada de comentários e de contra-comentários. Clique aqui. Registo as anotações sobre o LL, evidentemente. E anoto as supervenientes e aprofundadas considerações. O tema deve ser mesmo quentito... Bolas!
Ah, e já agora fico com esta em arquivo:
«O PS, por mim e estou certo que por todos os meus colegas Vereadores, está na CML para ser oposição dura, leal e construtiva e assim deverá continuar. Habituem-se!»
Esta fica aqui a catrapiscar no meu desktop (= ambiente de trabalho) até lá para finais de 2008, início de 2009. Ok? Abril, Sempre!

Olaias (Lisboa), zona de guerra


Pedido de solução

Carta de leitor, no 'Público' de hoje: «Quero denunciar o cenário de "guerra" que é toda a zona envolvente à Rotunda das Olaias. No espaço municipal que deveria ser verde, com árvores, defronte do Centro Comercial das Olaias, estão dezenas de viaturas abandonadas. (…) Este não é um fenómeno de agora. A leitora pergunta, contudo, como munícipe, a quem agora tem a obrigação de resolver o problema: «Qual é a sua opinião, senhor vereador António Prôa?»
Pode ler o texto todo em Lisboalisboa2.

Lisboa zona central da capital

«Perigo na Av. Duque de Loulé»

«Esta avenida carece de uma intervenção em toda a sua extensão no que respeita à regularização do seu pavimento e a uma renovação da sinalização horizontal e vertical. O asfalto está gasto, o alcatrão deteriorado e os sucessivos remendos no asfalto fazem-no estar totalmente irregular».
Leia tudo no Lisboalisboa2.

Efeito Portas

Marques Mendes em campanha

Agora, com Portas pela frente, quem é que quer ficar atrás? Marques Mendes, não. A sua promessa ontem, em Espinho foi a de que, se «ganhar as eleições de 2009, a prioridade do seu governo será levar Portugal a atingir um rendimento médio de 80 por cento em relação à média comunitária em 2013» (in 'PD').

Lisboa, sempre Lisboa

Recados de PSD para PSD

Pedro Portugal Gaspar in 'Crónicas Alfacinhas' foi hoje bem claro: com actuações deste tipo, o PSD vai perderas eleições em 2009.
Escreve ele que, se não for reorientada, a Gebalis em vez de ajudar a alcançar aquilo a que ele faz apelo que é «alcançar-se uma "Lisboa Para Todos" (referência ao Programa Eleitoral do PSD), propósito já esquecido de alguns que com mais ou menos vetos, mais ou menos actuações prossecutórias», e que esses mesmo «apenas pretendem uma "Lisboa para Alguns", esquecendo-se que contribuem a passos largos para a "Lisboa para Nenhuns"».

Câmara de Lisboa e Metro de costas voltadas desde o início do processo do Túnel do Marquês


Inauguração coxa por culpa de ambas as entidades: CML e Metro


A inauguração do troço inaugurável do Túnel do Marquês vai ser coxa por responsabilidade original da CML, mas também por arrogância e por atitude pouco cooperante do Metro e do Minstério das Obras Públicas.

Sempre me apercebi disso mesmo na cara do minsitro.
E agora, Lisboa?
Leia o que escrevi sobre este assunto há uns dois meses aqui e hoje aqui.
...
Actualização
No 'CM' de hoje, segunda: pergunta-resposta (de Carmona Rodrigues):
(...)
«– Ainda falta a saída da Av. António Augusto de Aguiar?
– Pela nossa parte está pronto. Agora depende do Metro assegurar as condições exigidas pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil.
– Que responde às críticas de que o túnel vai acabar por levar os problemas da zona das Amoreiras para o centro de Lisboa?
– Devo insistir que, tal como antes, os carros podem circular à superfície ou ir escoando tráfego pelas diferentes saídas. Além de que, à entrada, o sistema de semáforos permite desviar o tráfego para outros pontos.
– Afinal o desnível de dez por cento é ou não perigoso?
– Sobre a inclinação, devo dizer que é uma regra para estradas e não para o interior das cidades. Mesmo assim, prevemos uma curvaturamuito alargada, quase dez vezes superior à do túnel no Campo Grande. Garanto a segurança do túnel».

domingo, abril 22, 2007

Sessão pública da Câmara de Lisboa


Dia 26


Chegou a falar-se de que não haveria sessão dia 26. Parece que sempre há. Mas leio que os temas agendados e adiados (Gebalis e urbanização do Sporting) estão fora da agenda.

Jardim Botânico de Lisboa


Cidadãos saem em defesa do Jardim

No site da RTP, há uns dias: «Debate sobre o Parque Mayer gera "embrião" de movimento de cidadãos / A defesa de um projecto para o Parque Mayer sem arranha-céus e o "embrião" de um movimento de cidadãos para influenciar o planeamento de Lisboa saíram terça-feira à noite de um debate organizado pela Ordem dos Arquitectos.
Na mira das críticas de várias intervenções estiveram o projecto encomendado pela Câmara ao arquitecto norte-americano Frank Gehry e a própria autarquia pelas suas "decisões autocráticas" em termos de urbanismo, como referiu a jornalista e especialista em questões ambientais, Luísa Schmidt, que moderou o debate. O arquitecto Nuno Teotónio Pereira defendeu um Parque Mayer que seja uma zona renovada através do projecto que se venha a aplicar e "uma janela" entre a Avenida da Liberdade e o Jardim Botânico, um "tesouro escondido" de Lisboa».
Leia as achegas de Paulo Ferrero, aqui.

E agora um pequeno roteiro do JB


Eis aqui alguns passos da História do Jardim…
É que tudo começou aqui, em 1876…
Conhece a Liga dos Amigos do Jardim? Tem aqui todos os contactos.
Conheça melhor o Jardim Botânico da Universidade de Lisboa… Comece por aqui… e percorra o site todo.