quinta-feira, maio 31, 2007

Lisboa: agora, sim, a Comissão de Honra de António Costa («meio país») já com mais dados com interesse: nomes, profissões e tal: um documento!

A célebre brochura de que se fala. Agora já com mais dados.
Pode consultar aqui (pdf).
É um documento.

Lisboa: Ruben e a CDU defendem o fim do Clube de Tiro em Monsanto

Em defesa de Monsanto

Há já noticiário espalhado pela imprensa sobre esta declaração feita em Monsanto. Aqui, aqui e aqui, por exemplo.

Lisboa / Declarações políticas temáticas de Ruben de Carvalho

Ruben de Carvalho tem feito declarações políticas sobre alguns temas centrais na vida da Cidade. Eis as já emitidas e que pode ler na íntegra no site da campanha:
.
1
Sobre Monsanto.

2
Acerca do serviço de Táxis.

4

.
AGENDA

No mesmo site pode também consultar a AGENDA DOS CANDIDATOS.

Mais uma sondagem para Lisboa

«Data Crítica» para o 'Diário Económico'

Pode ler tudo no LL2 e de lá transitar para o jornal. A autora do artigo sobre a sondagem não o diz, mas, pelos cálculos, deduzo que a CDU terá nesta sondagem um aprevisão por volta dos 9 e tal de votação. Leia mais.
In Lisboalisboa 2

Líder regional do PS / Porto ataca professor suspenso

Insultos grosseiros

Três argumentos, agora limpos: 1. Charrua é do PSD, como se sabe (diz o líder); 2. Ha gente a mais na DREN; 3. Foram insultos repetidos e repetidos e grosseiros (não um comentário jocoso). E mais: «Vá dar aulas, que é a sua profissão»,
Pronto. Assim está bem.
.
Finalmente percebemos. (Mas grosserias, não: não aprovo mesmo).

Cabo Espichel: salto mortal

A tentação

O precipício do Cabo Espichel continua a ser uma tentação. Já o era para os locais, que têm muito a atracção do abismo. De um desesperado, ali por aqueles lados, há sempre um que diz: «Qualquer dia, atira-se do Cabo Espichel abaixo».
Agora, se pega amoda pelo País fora, vai ser bonito...
Ontem, mais um caso.
Gina Pereira, 'JN': «Segundo o 2º comandante dos Bombeiros de Sesimbra, Luís Saraiva, só este ano já houve três casos de pessoas que se atiraram daquele penhasco, dois deles com carros».
.
Sempre achei que manter ali o precipício sem resguardo, sem um muro - mesmo que baixo, mas que afastasse atentação - era um acto de cultura e de civilização. Mas o Estado não acha o mesmo. Provavelmente, em nome do Turismo, em nome da Natureza (onde o ser hi«umano não estará incl~uído, portanto...).
É que sei de acidentes, sei de carros que resvalam. Mas sei muito mais de suicídios pensadinhos ao milímetro. Toda a gente sabe ali na zona...

Os números da Greve Geral


... E diz este meu amigo..

Lembam-se dos últimos números da guerra?
O Governo dizia que tinham aderido 15%. A CGTP, 85%.
E diz este meu amigo: «Se o Governo confessa que só foi menos 2% do que a última - que foi muito grande -, então é porque a greve foi mesmo grande».
.
Impressionou-me esta nota de Carvalho da Silva: «Há pessoas que não fizeram greve porque se tiram aquele dia de salário à família o dinheiro não chega».
Eu sei que isto é mesmo verdade.
Que país! Que Governo!
... Viram o arzinho do SE do Trabalho? Arzinho de comissário político, quero dizer...
.
Eis alguns números da desmentira:
«O exemplo apontado foi o dos trabalhadores das autarquias, onde a greve atingiu uma adesão ‘‘de 85%, com mais de cem mil funcionários em greve’’. Na Educação, a CGTP contabilizou ‘‘mais de mil escolas encerradas’’ e uma percentagem de adesão, entre os estabelecimentos de ensino que continuaram a funcionar, superior aos ‘‘50% de adesão’’. Já nos nos caminhos de ferro – que o Governo assume ter tido uma percentagem de adesão de 17% – a CGTP contrapõe com percentagem de mais de 60% de grevistas».
.
Aqui pode consultar o comunicado da CGTP sobre o asunto.
E aqui a declaração de Jerónimo de Sousa sobre a Greve Geral também.

Lisboa, fundação malvada

Mais uma voz

Extinga-se, diz Roseta. Ainda há dias o PCP tinha reclamado exactamente o mesmo.

quarta-feira, maio 30, 2007

Ministro nomeia filha

A jovem não tem culpa...

Mas o pai tem. Nomear a própria filha é de mais, você não acha?
(Isto é de 2005. Mas só agora tomei conhecimento. Aqui. Mas não adopto a linguagem nem o estilo geral nem o tipo de comentários, evidentemente...)

Duas brincadeiras de mau gosto em Lisboa

Se calhar há mais

Vou ser frontal: acho que foi uma macaqueação deplorável. A dois títulos. Por um lado, porque a greve é uma coisa demasiado séria e ligada ao trabalho. Um blog é um «hobby». É como se um trabalhador da Sorefame / Bombardier dissesse: «Hoje, como há greve geral, não ando de bicicleta». Nunca o diria.
Mas até podia ter a sua graça (e até acredito na boa intenção e na boa fé, sem paternalismo meu, que detesto, mas também sem deixar de dizer o que penso) - não fora o que vem aí a seguir.
É que, em segundo lugar, fazer como fizeram, declarando-se fechados por greve e depois encherem o blog com dezenas de comentários quer de leitores quer dos próprios gestores... isso não tem qualquer sentido. Num dos casos, às 17 horas, contei qualquer coisa como 4o respostas do gestor a comentários de leitores. Depois de se declarar encerrado.
Falo do Kaos (que desconheço) e do Arrastão (Daniel de Oliveira, que já devia ter mais bom senso).

Lisboa perdeu 12 500 eleitores

Desde 2005

... E mais de metade dos que restam tem mais de 50 anos. Leia aqui.

Lisboa: terminal de cruzeiros no Porto de Lisboa

Em Alfama

Proposta de António Costa. Aqui.

Lisboa: Ruben solidário


Ontem à noite


«Na noite de 29 de Maio, o candidato da CDU à Presidência da Câmara Municipal de Lisboa, Ruben de Carvalho, esteve com o Piquete de Greve do STML nos Olivais, reafirmando assim a solidariedade da CDU com a luta e as reivindicações dos trabalhadores portugueses e do Município de Lisboa».

Lisboa: declaração de Manuel Salgado

Texto a ler com interesse

Pode consultar aqui. Um «déjà vu». Parece-me adequado o princípio. Mas não é excesso de zelo garantir que, depois de MS vender a sua parte, a empresa não aceitará mais trabalhos de privados e da CML? Mesmo sabendo que lá ficam os seus «familiares», como o próprio diz... E deixando de fora da resrva (nos trabalhos) o Estado / Administração Central, com o que aí vem de TGV, alienações e reutilizações de património etc.? Há aqui umas zonas de sombra que acho que mereciam aclaração.

O rei vai nu

Controlar, controlar, controlar

«Sindicato diz que jornalistas experientes e incómodos são expulsos das redacções». A afirmação é do Sindicato. E leio-a no '´Público'. Logo no jornal onde isso aconteceu já por várias vezes. Posso escrever aqui 20 nomes. Valeu?

Aeroporto é calcanhar de Aquiles

Portela na berlinda

Discute-se ou não? Leia aqui.

Lisboa, empresa municipal

Gebalis em debate interno

Sindicato põe reservas mas vai à luta: a reestruturação intena continua, mesmo não havendo câmara - que é o órgão que tem de ratificar qualquer decisão. Lê-se na imprensa.

(Aliás, e de forma mais vasta: qual é hoje o papel dos conselhos de administração, se não o de órgãos provisórios semelhantes à CA da CML?)

Grande bronca na campanha de Negrão

Sérgio Lipari em causa

Aí está a primeira grande bronca das muitas que espero. Negrão tem na sua lista Sérgio Lipari, vereador até há uma semanas e reponsável pela Acção Social. Pois bem, Negrão leu ma coisas, chega a um sítio em campanha e diz que o Projecto Lisboa Amiga era «munta fixe» (digo eu: fartou-se de elogiar a coisa)... Coitado do senhor. Pensaria ele que o Projecto estava a andar e bem. Mas não: exactamente esse é um dos casos mais estranhos de Lipari: acabou com ele mal tomou posse do sector. Ora bolas! Nem sei se Lipari teve a coragem de lho dizer ou se ficou à espera de que ele o lesse nos jornais de hoje...
Aliás, Carmona - que denuncia a coisa nesse atigo aí linkado - confessa que nesse caso e noutros que metiam Lipari não agiu por medo da reacção do PSD (Lipari, diz CR tem muito peso no partido. Pois vai deixar de ter dia a dia, bronca a bronca).

Lisboa, 2001-2006

Tribunal de Contas analisa finanças da autarquia

Afinal, sempre vai haver uma análise. Mas abrange só os governos de Santana Lopes e de Carmona Rodrigues. Mas talvez o último ano da Coligação ainda dê uma nota sobre as contas desses anos... Aguardo com curiosidade. Não pelo resultado da análise mas pelas reacções dos citados.

Um certo desespero em Lisboa

Historietas de um blog obcecado

Vem a queda da CML e as verdades vêm ao de cima. As pessoas começam a ser mais duras nos enunciados. E vêm as sondagens que costumam pôr o BE lá em cima, muito acima do real depois nas urnas e atiram para os pés… E vem o Marcelo e diz que Sá Fernandes não sei quê. E vem o António Vitorino e diz que o BE pode nem eleger – eu não acredito, mesmo. Mas isto tudo é de deixar uma pessoa com os cabelos em pé.
Não me admira pois que o blog da campanha do Bloco esteja parado desde o dia 8 (lamento: alimento-me dessas coisas). Nem que os cartazes sejam anos 60. Nem que os apoios sejam desesperadamente eclécticos – tão eclécticos que de BE já não há nada ali e que afinal ninguém possa rever-se verdadeiramente em nada, como vem sucedendo, mês após mês. Só mesmo na lista, porque do programa ainda nada se sabe, só o verde – mas esse campo está um tanto comprometido (Quercus, PEV-Verdes, Plataforma por Monsanto, Observatório do Parque da Bela Vista, Lisboa Verde e tal). Nem me admira que não se entenda o que diz «o» rádio. Nem que se barafuste porque num noticiário um dia não se tenha falado de Sá Fernandes (no que reconheço razão: a mesma razão que Ruben de Carvalho tem nos 600 e tal dias de mandato que ficaram para trás. Ou não se deu conta disso?). Nem me admira que se tenha de mentir e esconder coisas para parecer que se é o maior (o processo anda, sim, e foi o primeiro, sim: 5 de Agosto de 2005). Delírio, P? Pés na terra, meu. Temos muito tempo.

Dei por isto tudo agora mesmo – de tão ocupado que tenho andado, distraí-me deste flanco… Mas a resposta ainda vai a tempo, que quem não se sente não é filho de boa gente. E eu sou. (Falta agora que me venham para aqui os mesmos mas em formato de anónimo chatear porque não estou a ver bem e tal…)

terça-feira, maio 29, 2007

Lisboa, Arco da Praça do Comércio / Rua Augusta

Relógio em reparação

Esse relógio que se vê aí na foto, lá ao fundo da Rua Augusta, está em reparação. A tela que anuncia isso do lado do Tereiro do Paço fez-me confusão, nestes dias agitados. Dei por ela por milagre e não gostei. Tinha de haver publicidade até nisto?
Leia o artigo que acabo de inserir no Cidadania LX sobre esta questão. Até descobri quem é que está a reparar o relógio... Eu não: o Google dos milagres.

Postais de Lisboa (5)


Postais de Lisboa (3)


Postais de Lisboa (4)


Por causa das eleições em Lisboa...

... Mau número este de Manuel Alegre
.
Estou revoltado. Muito revoltado. E o melhor é escrever já. Manuel Alegre acaba de ofender os jornalistas que o esperavam e lhe faziam a pergunta bem actual («Quando é que vai dizer quem é que apoia nas eleições para Lisboa?»). E nenhum jornalista lhe devolveu o insulto. Ninguém! Nenhum lhe devolveu a insolência. Que saudades daquelas gargalhadas de escárnio de Artur Portela Filho na televisão para entrevistados deste jaez! Era uma dessas gargalhadas monumentais que MA hoje merecia.
.
Eu conto para quem não viu.
Quando - naturalmente (eu julgaria à partida que ele apoiaria Roseta, mas hoje, depois desta evasiva, duvido da coragem dele) - lhe fizeram a pergunta, respondeu: «Sabe, eu já no tempo da polícia política resistia às perguntas que eram sempre as mesmas - e eu não cedia».
Ou seja: tudo limpo, MA chamou aos jornalistas pides.
E eles ficaram-se.
Tenho pena. Revolta-me um tal laxismo, uma tal cobardia. Sem reacção imediata. Verdadeiros mortos-vivos, desculpem a expressão, mas é o que sinto agora...
Se fosse comigo, teria devolvido na hora, no mínimo confrontando-o: «Mas como é? Está a chamar-me pide?» Era o mínimo. Deixálo encavacado... Envergonhá-lo.

A sério, a sério... não só em Lisboa

Aqui está a coisinha

Lebram-se daquela referência que fiz aí em baixo de que havia no Seixal um candidato que recamava a autoria do «... a sério» que Negrão agora usa em Lisboa? Pois bem: enviaram-me um link para provar a coisa. Aqui fica!
Na altura até lhe dizia que era mau agoiro: o homem, lá no Seixal, tinha perdido (pelo PS de lá): mau agoiro para o «slogan»???.

Lisboa: Ruben defende apoio para táxis


«CDU apoia reivindicações dos táxis para mais segurança»

No 'DD': «O candidato da CDU à câmara de Lisboa Ruben de Carvalho defendeu hoje o apoio da autarquia à criação de uma central de compras para os táxis de Lisboa e o reforço da segurança dos profissionais.
O apoio, através da cedência dos terrenos, à criação de uma central de compras de material e serviços «é uma questão central» para a defesa do sector do táxi, e uma reivindicação antiga dos profissionais, referiu Ruben de Carvalho.
O cabeça-de-lista da CDU às eleições de 15 de Julho falava aos jornalistas no final de uma reunião de duas horas com Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa do Táxi - estrutura que tem 1100 associados na cidade».

Lisboa: António Costa

Colagens e descolagens - como na Ota...

Mas a coisa pode não ser fácil...

Lisboa, 1976 - 2005: esquerda / direita

Percentagens e mandatos

Clique duas vezes sobre a imagem: ela abre lê-se muito bem... Obrigado.
.
Aproveito para lhe chamar a atenção para as razões expressas da ausência de Marina Ferreira da lista de Negrão: «Ofereceram-lhe um lugar que não era dignificante». Pior: «que considerou desprestigiante». Percebe agora essa coisa do mal-estar nalgumas listas? Serviu para vice. Serviu para presidir à CA. Mas...

Carmona e o PSD Lisboa


Primeiras queixas à boca da pré-campanha
... Só para começo de conversa...

1
«A presidente da Assembleia Municipal [Paula Teixeira da Cruz] não foi uma pessoa que me facilitou a vida».

2
Pergunta: «(...) pode ser candidato em 2009»?
Resposta: «Logo se verá».
In ‘DN’

3
«O DN puxa ainda para a capa "Carmona [Rodrigues] acusa PSD" de o ter pressionado nas contratações de assessores, referindo-se a uma entrevista com o ex-presidente e candidato à câmara». Isto, que é recenseado no «Alvor de Sintra», virá apenas na edição impressa e não aparece na versão on line acima... Coisas...
E é assim:
(...) « Nomeei uma pessoas que não eram do agrado do partido e não nomeei outras que eles queriam que eu nomeasse» (...).
Pergunta: «Foi sofrendo pressões»? (Do PSD para colocar assessores na CML)
Resposta: «Sem dúvida que as houve. PÇressões para pôr e outras para tirar pessoas».
Mais adiante diz que ele nomeou «uma ou duas pessoas» do partido. Mas continua ao ataque rijo:
«Outros vereadores... Há muitas formas de meter pessoas nos gabinetes, nas empresas municipais, que eu nem controlo. Houve exageros nesse assessorismo (...)».

4
Ficamos esclarecidos. Só faltou pôr o guiso ao gato e chamar-lhe, por exemplo, Lipari, Amaral Lopes, Prôa, etc.. - dois deles, agora outra vezbem acantonados, mas desta vez na lista de Negrão.

Bom augúrio para a greve geral

Ontem e hoje

Bons indícios da preparação da greve geral de amanhã: na Valorsul, hoje, há greve e a empresa está encerrada! Veja aqui.
E o plenário de ontem em frente dos Paços do Concelho... faz favor! Bom e tanta malta! Veja aqui.

Finanças da Câmara de Lisboa

Situação grave

«Passivo de 2382 euros por cada munícipe de Lisboa» / Sérgio Aníbal, 'Público': «Responsável pela nova lei das finanças locais diz que situação na Câmara Municipal de Lisboa é "extremamente grave"»

Aviso geral para amanhã


Postais de Lisboa (2)


Postais de Lisboa (1)


segunda-feira, maio 28, 2007

Mais de 1400 em angústia em Lisboa

Recibos verdes
«A presidente da comissão administrativa da Câmara de Lisboa (Marina Ferreira) garantiu esta segunda-feira que os cerca de 1.300 trabalhadores a recibos verdes na Câmara de Lisboa têm emprego assegurado até à tomada de posse do novo executivo autárquico».
.
Actualizações
Aliás, tudo grantido até ao fim do ano, disse Marina Ferreira ao Sindicato, segundo a RR, e de acordo com a Nota de Serviço da CA da CML, a que pode aceder por aqui, bastando abrir o link que encontra em baixo nessa página que lhe indico.

Carmona e o PSD / Lisboa

Graças aos apoios...

Carmona Rodrigues admitiu que «algumas pessoas» do PSD foram «seguramente» as que lhe «criaram maiores dificuldades».
In Fábrica de Conteúdos

Ruben e a mobilidade em Lisboa


Autoridade Metropitana de Transportes

Pode ler e ver/ouvir na SIC on line. E pode ler uma notícia mais desenvolvida sobre a visita ao Terreiro do Paço / Estação Sul e Sueste / Cais das Colunas aqui, na TSF on line ou aqui, no 'DD'.

Campanha em Lisboa

O que António Costa diz ou não diz...
... e o que os jornalistas dizem que ele diz ou insinuam que ele diz…

Maioria absoluta – não é expressão que António Costa tenha pronunciado. «Uma maioria», sim, e logo no discurso inicial que pude ler na íntegra no blog. «Condições de governabilidade», sim. «Maioria clara», sim. «Maioria estável», sim.
Mas «maioria absoluta», isso não diz. Pelo menos, até agora, não o disse.
António Costa tem bom senso. Sabe que nada o autoriza a pensar que há milagres. Sabe, até porque negociou a Coligação em 89, qual era então a votação do PS nas autarquias de Lisboa, sabe quais as votações do «élan» da década de 90 e sabe qual a votação do PS em 2005 (primeira vez que se apresentou só aos eleitores). Sabe qual o sentimento de Lisboa (quer em relação ao Governo quer em relação à representação do PS na CML desde 2002).
Portanto: António Costa não pede maioria absoluta. Mas os jornalistas adoram mudar a realidade e usar títulos desses. Vá lá que não põem aspas. Nem podiam. E bem o sabem. (O leitor tem de precaver-se: procure sempre as aspazinhas, para saber mesmo, mesmo, o que as pessoas disseram - porque aí ainda não chegámos: mentir nisso, que eu saiba, não tenho memória disso).

Lisboa e Soares


Baralhar não vale

Um novíssimo e recém-criado blog de apoio a Helena Roseta está a laborar num erro e tenho de lho dizer daqui, já que por alguma razão que não descortino, o autor não permite comentários.
O erro é que ele pensa que A. João Soares, o «ensaísta» de Cascais, é João Soares, dirigente do PS, ex-Presidente da CML.
É que há algumas diferenças

Nota
A talhe de foice: este nome (
«Cais das Colunas») está registado por mim há meses, e de forma preventiva, e o Blogger nem o aceitou. Lourenço Durão, o seu autor, embora tenha colocado essas palavras no cabeçalho, teve de usar outras no nome real do blog: «colunaslisboa». É a vida. Acredito que foi um mero acaso – e mero acaso deve ter sido a escolha da foto (muito conhecida, de resto) do Gageiro.
Mas é uma coincidência dos diabos…
«Cais das Colunas» vai ser o jornal da Cidade de Lisboa depois de resolvidas estas questões nas urnas. Já devia ter acontecido em Janeiro, mas, como se viu, o Cosmos não o quis… Lá iremos um dia destes…

CDU de Lisboa está no ar


Site da CDU está em grande...
www.cdulisboa.net
Dê lá um salto. Agora mesmo. Clique aqui. Zás!
.
Ainda a coisa não aperta, mas já está oleada. Que é como quem diz: abriu a época da caça!
Pode começar a informar-se diariamente da agenda de Ruben de Carvalho. Aqui.

Lisboa: o drama da Enfermeira

Há quase um ano
Aconteceu no Parque da Bela Vista, nas vésperas do festival Rock in Rio 2006, ao serviço do evento!
Isto é possível? E a CML não faz nada? Não disse nem vai dizer nada?

Lisboa degrada-se há seis anos

Análise realista

Desde 2002, instalou-se o descalabro na CML. Eis uma análise real da situação (in CDU Lumiar):

« - A direita (logo em 2002) parou projectos em curso;
- Desarticulou os serviços municipais, levando à desmotivação de milhares de funcionários e à paralisia da máquina municipal, substituída nas suas funções por centenas de assessores do PSD e da JSD;
- Aprovou com os votos do PS e do BE o quadro de pessoal paralelo que preconiza o contrato individual de trabalho;
- Introduziu, na relação com as Juntas de Freguesia e o Movimento Associativo, elementos conflituais, não pagando a tempo os protocolos de descentralização;
- Paralisou a revisão em curso do PDM que, passados quase seis anos, continua a marcar passo ao mesmo tempo que aprovaram alterações simplificadas com o voto do PS, que permitiram entregar a cidade ao mercado da especulação imobiliária.

Degradou também outras as áreas que afectam o dia-a-dia da população:
- No trânsito e estacionamento nada foi feito a não ser o caríssimo e desnecessário Túnel do Marquês que apenas serve para trazer mais automóveis para dentro da cidade e transformar o dia-a-dia da Avenida da Liberdade num engarrafamento permanente;
- No não tratamento dos espaços públicos e na iluminação, na falta de respostas aos problemas dos bairros municipais;
- Na ausência de uma política cultural e desportiva;
- Na degradação do parque escolar.

Mas a questão mais grave é a situação financeira, com uma dívida superior a 1.200 milhões de euros, dos quais mais de 200 milhões a curto prazo, com fornecedores a cortar o fornecimento, com as Juntas de Freguesia a financiar a própria Câmara, constituindo uma situação gravíssima que hipoteca o futuro.

A situação degradante a que chegou a CML e a Cidade é consequência da falência desta política lesiva do interesse público e das condições de vida do povo de Lisboa.»

Lisboa: toda a gente o sabe...

... Carmona é o seguro de vida de António Costa

Marcelo também acha. E que Helena é o seu calcanhar de Aquiles... (Não por estas palavras, mas a ideia é a mesma).
In RTP 1

Listas de candidatos a Lisboa

Eis as primeiras publicadas nos blogs das candidaturas

Já se pode aceder a três delas. Eis aqui os links:
- CDU
- PS
- Roseta.

Lisboa precisava de saber a verdade das rzões da insistência em «faltar à verdade»


Porquê?... Só não entendo é porquê...

.
António Costa insiste. A TVI insiste. Ruben repete. Não, não fui contactado por António Costa.
E pergunta-se: Mas se assim é, qual a razão para que AC insista de vez em quando nisso? Tenho que descobrir.

domingo, maio 27, 2007

Festas de Lisboa


Programa completo


Pode já consultar o Programa da EGEAC. Por este link acima chega lá num segundo...

Sondagens e votações em Lisboa...

Já pode comparar tudo

Nas sondagens de 2005, houve sempre o mesmo tipo de desvio. Eu concluí facilmente, como lhe tinha dito aí em baixo, que a CDU foi sempre prejudicada em vários pontos nas sondagens. Agora ficam-lhe aí os números.
Um pormenor: na altura (Outubro de 2005) o PSD veio a votos em coligação com o PPM.

Aqueduto em Lisboa e arredores vai ser limpo e tal...


PSD / Lisboa em ebulição

Ex-vereadores queimam na lista de Negrão
É melhor que não entrem, continua a ser dito…

«Pelo menos quatro dirigentes de secções do PSD de Lisboa recusaram ontem integrar as listas para as eleições autárquicas encabeçada por Fernando Negrão.
Convidados para lugares à partida não-elegíveis, alegaram que discordavam da inclusão nas listas de António Proa e de Sérgio Lipari, vereadores sociais-democratas no mandato que agora acabou.
A contestação a Lipari radica nas polémicas que rodearam a empresa municipal Gebalis, que este último tutelava, enquanto as críticas a António Proa se relacionam com a sua falta de protagonismo no cargo de vereador. Vários sociais-democratas têm vindo a defender a não-recondução das pessoas que integravam a equipa de Carmona Rodrigues, devido ao desgaste da sua imagem».
In ‘Público’
Isto promete…

Baixa de Lisboa em questão


Centros urbanos de 75 concelhos em causa...


No caso concreto de Lisboa, a solução, tanto quanto tenho reflectido, observado ‘in loco’, lido e re-reflectido, passa por muitos passos que é preciso ter a coragem de dar, sem os quais tudo não passa de retórica bem intencionada. Ouvimos e lemos estas coisas e pensamos: «Têm razão, mas como é que vão conseguir combater um centro comercial com estacionamento, abrigo, ambiente de ‘glamour’, diversões para os miúdos e tal?»
Pois bem: para combater esta guerra, só com armas iguais ou superiores. Em primeiro lugar, a habitação. Reabilitá-la a custo baixo, arrendar a custo baixo, vender a custo baixo. Este passo é essencial: ter gente nos centros urbanos. É o primeiro passo para combater o actual estado da Baixa, por exemplo.
Segundo passo: o tipo de estabelecimentos e de produtos.
Terceiro: as técnicas de vendas.
Quarto: o estacionamento.
Quinto: a guarda, entretenimento e diversão da miudagem.
Sexto: o crédito nas vendas.
Oitavo: a promoção.
Nono: os preços dos produtos.
Décimo: a quantidade deve fazer baixar os preços gradualmente.
Décimo primeiro: a promoção.
Décimo segundo: a promoção.


Tem sido feito tudo de pés para o ar: primeiro a promoção. Primeiro e último: quase não se tem passado daí...

sábado, maio 26, 2007

Lisboa: Ruben de Carvalho defende Portela para o turismo


Lisboa é um dos principais destinos turísticos da Europa
.
E a Portela? 'PD': “O cabeça-de-lista da CDU às eleições intercalares em Lisboa, Ruben de Carvalho, destacou hoje a importância, para o turismo, da conservação do aeroporto da Portela independentemente da construção de uma nova estrutura.
«Sabe-se que a Câmara Municipal de Lisboa e estruturas associativas como a Associação de Turismo de Lisboa têm posições muito firmes relativamente a esta questão, nomeadamente no tocante à conservação da Portela como um aeroporto de particular importância para Lisboa e para o turismo», afirmou Ruben de Carvalho.
Questionado pelos jornalistas à margem de uma visita do secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, às oficinas gerais da câmara, Ruben de Carvalho considerou a questão da construção do novo aeroporto é um tema que interessa à cidade.
Ruben de Carvalho sublinhou que, além da câmara, outras estruturas defenderam que o aeroporto da Portela deve manter-se «tendo em conta a sua utilidade do ponto de vista turístico».
«Quer a câmara, quer muitas estruturas associativas, têm manifestado que independentemente de opções que se venham a tomar, tendo em conta o futuro, que não parece tão próximo quanto isso, que o aeroporto da Portela, tendo em conta a sua utilidade do ponto de vista turístico, se deve manter», afirmou.
O candidato comunista sublinhou que Lisboa é hoje um dos principais destinos turísticos da Europa, sobretudo para «as pequenas férias» ou «férias de fim-de-semana», com «grande expressão na hotelaria e na restauração»”.

Conselhos fortes em Lisboa

Vá-se embora, diz ele

Retire-se e peça desculpa aos lisboetas - é o conselho de Jorge Ferreira numa carta aberta. Adivinhe a quem é dirigida...

Eh, pá! Perdido por ter cão, perdido por não ter... em Lisboa

Sócrates já esteve quase ausente da campanha de Mário Soares...

Agora dizem-me que Sócrates não se vai mostrar muito na campanha de António Costa, para que este não pague as favas do descontentamento popular contra o Governo…
Ele há cada raciocínio mais torcido!
.
(Registo que, a propósito da Portela, António Costa mostrou ter coluna vertebral e não fez strip-tease. Leia na peça do 'Destak': «O ex-ministro da Administração Interna sublinhou que não tem razões para pensar «de forma diferente de há quinze dias», quando ainda integrava o governo de José Sócrates que defende a localização do novo aeroporto na Ota».
Aprecio isso)

Lisboa já merecia melhor

Tristeza de Feira do Livro

Os editores e livreiros, provavelmente, estão a fazer todo o seu melhor esforço. Mas o resultado é decrépito. A Feira do Livro está pequenina em tamanho e em diversidade, em atracções e em solicitações, em facilidades e em vantagens. Está uma feirinha de província - passe o exagero. Parece que até os trabalhhadores dos «stands» são mal tratados, este ano ainda pior do que no ano passado...
A CML paga - menos do que no ano passado, mas paga. A organização é das duas associações do sector. Mas o resultado deve conduzir, em minha opinião, a um debate em torno do modelo, do projecto, do figurino. Talvez seja altura para alterar mesmo de raiz...
Talvez 2008 traga essas condições de debate alargado na Cidade. Sei lá.

Lisboa: lojas da Baixa-Chiado abertas ao almoço

A agência lisboeta vai discutir novos alargamentos de horário com os comerciantes

«Quando foi criada a Agência Baixa-Chiado, em Outubro de 2006, um terço das lojas desta zona de Lisboa estava fechada aos dias úteis à hora de almoço. Hoje, segundo o director executivo desta entidade, o número é já inferior a cinco por cento. Agora, António Amaral quer iniciar com os comerciantes uma outra discussão: perceber se vale a pena abrir as portas dos estabelecimentos às 9h e, pelo menos no Verão, mantê-las abertas até às 20h. As tardes de sábado são outra das "lutas" que a agência vem travando na Baixa Chiado, com resultados já visíveis nalgumas artérias. Entre as conquistas dos primeiros meses de actividade, António Amaral inclui ainda o facto de no último Natal aquela zona, onde circulam diariamente 200 mil pessoas, ter tido um aumento de visitantes na ordem dos 25 por cento. Por apurar está o aumento de vendas que daí resultou, sendo certo que, como admite o responsável, "pessoas na rua não é o mesmo que negócio", já que muitos transeuntes que passam pela Baixa Chiado podem nem sequer entrar nas lojas».

Aeroporto de Lisboa na campanha

Portela em debate

Proposta de Negrão: «um pacto entre todos os candidatos a Lisboa para manter o aeroporto na cidade».
Proposta de Ruben de Carvalho: manter na Portela o aeroporto para turismo.
Proposta de António Costa: acabar com este aeroporto e criar na Portela um novo Monsanto.

Blog «Lisboa com Carmona»

Na recolha de assinaturas

«Na sequência do anúncio público de candidatura do Prof. António Carmona Rodrigues às eleições intercalares em Lisboa, pode fazer (aqui) download do formulário para ser preenchido apenas por eleitores recenseados em Lisboa, com vista a obter o número necessário de assinaturas para oficializar a mesma».
E assim funcionam as coisas hoje… em democracia também electrónica. Já Roseta usa o blog para isso e para recolha de donativos…

De repente, acordada em Lisboa

Onde esteve Roseta nos últimos seis anos?

Quando oiço ou leio Helena Roseta nesta pré-campanha penso sempre que a senhora não tem estado em Portugal nos últimos seis anos. Parece que aterrou agora na Portela e descobriu de repente uma série de coisas pelas quais me bato – eu e milhares – aqui, na terra (na Terra??) há tanto tempo.
Santa Maria!!... Tanto tempo deputada, sempre com microfones à frente, Bastonária da Ordem dos Arquitectos – e, nada: silêncio e tanta gente, como o Poeta… E, de repente, acordada em Lisboa.

Linha Lisboa / Cascais


Degradação do serviço visa privatização?

Requerimento do PEV na AR, que pode ler aqui:

«O material circulante na linha ferroviária de Cascais está já bastante envelhecido (...)
Neste momento, a linha de Cascais tem menos 45 circulações ferroviárias por semana (...)
4. O Governo tem conhecimento de alguma proposta de privatização desta linha ferroviária? Qual é a perspectiva do Governo em relação a umaproposta desta natureza?»

Negrão: contradição em Lisboa

Por que caiu a CML?

Leia aqui ou aqui a minha opinião sobre estas declarações de Fernando Negrão na pré-campanha: «A candidatura de Carmona «foi uma cisão zangada» do PSD. Mas fala também da de Roseta. Eis a frase: «Não há candidaturas independentes, são cisões zangadas de partidos políticos. A candidatura de Carmona Rodrigues é uma cisão zangada relativamente ao PSD». Ou seja: na primeira parte da frase, Negrão está claramente a pronunciar-se sobre o PS e a zanga de Helena Roseta também. Ok: sabemos que Roseta há apenas 15 dias era militante destacada do PS e queria ser sua candidata. Mais: Negrão diz que o PSD não é tido nem achado na queda da CML: “«O executivo camarário caiu e houve responsáveis. Mas não foi o PSD», afirmou, lamentando que nos últimos dois anos a Câmara de Lisboa não tenha tido liderança.”

sexta-feira, maio 25, 2007

“CM de Lisboa: CNE pede igualdade de tratamento”


“De forma a garantir «informação equivalente» de todos os candidatos”

“A Comissão Nacional de Eleições (CNE) apelou hoje aos órgãos de informação para garantirem «informação equivalente» e igualdade de tratamento a todas as candidaturas à Câmara de Lisboa nas eleições intercalares de 15 de Julho, noticia a Lusa.
Num comunicado oficial sobre tratamento jornalístico das eleições, a CNE adverte que «a necessidade de garantir a igualdade e não discriminação das candidaturas tem a sua origem no princípio de direito eleitoral, constitucionalmente garantido, que é o da igualdade de oportunidades e de tratamento»”. ('PD')

CA de Lisboa tem regulamento

Primeiras notícias do funcionamento

Chegaram agora: são as primeiras notas sobre como é que está a funcionar a CA. Uma natural curiosidade, a de todos: afinal na nossa vida adulta, a única vez em que houve CA nas autarquias foi entre o 25 de Abril e Dezembro de 1976, data das primeiras eleições autárquicas. Mas desta vez, tudo aconteceu em resultado de uma catástrofe… e em regime democrático formalmente estabilizado. ('PD' e 'DD')

PSD contra PSD em Lisboa

PSD contra PSD contra PSD contra PSD

«PSD está a ser palcos de guerras internas», por Margarida Davim, ‘Sol’ esta tarde: «O ex-vereador social-democrata, António Proa, diz-se «revoltado» com as tentativas de condicionar a lista do PSD à Câmara de Lisboa, por parte de quem quer afastar a equipa que esteve ao lado de Carmona Rodrigues. Proa revela ainda que a lista ainda não está pronta, apesar de ter sido anunciada a sua apresentação até ao final desta semana».

Dois palcos, portanto: um, a guerra interna do PSD por um lugar na lista ou contra a inserção de certas pessoas (por exemplo: Manuela FL disse claramente que nenhum dos anteriores vereadores devia fazer parte da lista – e há mais quem assim pense).
Outro palco: os jornais. Este, por exemplo: Proa chega aos jornais e diz que está disponível, que foi feito um bom trabalho e tal.

Câmara de Lisboa pode não ter verba para pagar

Indemnizações em causa… se for o caso

«Mesmo que tenha sido dada razão aos queixosos / Câmara de Lisboa sem dinheiro para indemnizar cidadãos / Todos os pedidos de indemnização pedidos à Câmara Municipal de Lisboa, desde que tenham sido aprovados antes da queda de Carmona Rodrigues, poderão ser pagos «desde que haja verba disponível», garantiu à «Agência Financeira», fonte da autarquia ligada ao processo». (‘AF’)
Do que se trata? Por exemplo: você parte uma jante num buraco, pede indemnização à CML, vai para tribunal e ganha...

O cartaz «Lisboa a sério» de Negrão já existia em 2005 no PS / Seixal…

Afinal havia outro… e perdeu

Quem o diz é o então cabeça de lista do PS no Seixal. Perdeu: a CDU, mais uma vez obteve maioria absoluta. Agora, diz que a Negrão vai acontecer o mesmo. Como se dissesse que é destino fatal do cartaz… Mas não é. Quer dizer: não é por causa do cartaz, de certeza. (‘PD’ e TVNet)

Centro de Saúde dos Lóios, Lisboa

Para quando a entrada em funcionamento?

Acerca do assunto, os Verdes, «meus» parceiros na CDU, endereçaram à CML estas perguntas:
«1. Confirma a Câmara Municipal de Lisboa a recepção da referida Minuta de Protocolo de Cedência do espaço Municipal para a instalação do Centro de Saúde no Bairro dos Lóios?
2. A CML já devolveu a mesma minuta ou respondeu ao Ministério da Saúde?
3. Em caso afirmativo, quando é que o fez? Em caso negativo porque é que ainda não o fez e quando pensa fazê-lo?»
E estas ao Governo:
«1. Para quando se prevê o fim do referido estudo de rentabilização da extensão de saúde em causa no Bairro dos Lóios? Solicito o envio do mesmo estudo quando esteja concluído.
2. A Câmara Municipal de Lisboa já devolveu ou respondeu ao envio da referida Minuta?
3. Que diligências fará o Ministério para minimizar os impactos negativos hoje existentes nas actuais instalações?»

Seis piscinas municipais encerradas em Lisboa

A Cidade tem 10

Tudo, porque a Câmara não tinha dinheiro para pagar o cloro. Parece que a coisa se está a resolver. Por intervenção da CA. Que política desportiva podia este tipo de gente levar a cabo – se nem para programar o cloro têm cabeça?

O efeito Carmona em Lisboa


Segundo a Eurosondagem

Prevenção inicial: nas vésperas das eleições autárquicas de Outubro de 2005, a CDU aparecia sistematicamente com menos 4 a 6 pontos do que teve de facto (e o BE com mais 2 a 4 do que de facto teve). A CDU teve então perto de 11,5%.
Agora, «a» Eurosondagem divulgada esta noite: olhe para a imagem aí em cima.
E… conclua por si o efeito Carmona:
«E se Carmona Rodrigues não concorresse? As posições relativas dos candidatos não se alterariam, mas a principal beneficiária da distribuição de votos seria Helena Roseta, que conquistaria mais 6,7% para chegar aos 22,6% e a 4 mandatos.
Fernando Negrão aumentaria o seu quinhão em 5,4%, para se fixar nos 20,2% e na fronteira entre 3 e 4 vereadores. António Costa manteria confortavelmente a sua posição de liderança e com mais 2,3% ‘pescados’ no eleitorado de Carmona poderia chegar ao sétimo mandato, enquanto as décimas que cairiam nos ‘anzóis’ de Sá Fernandes e de Telmo Correia seriam suficientes para garantir a sua eleição.»
A propósito: o tal silêncio ensurdecedor de Paula Teixeira da Cruz para com um Carmona em complicação (registei isso no blog várias vezes) é agora alvo de referências de Carmona, claro: chegou a altura de «o seu a seu dono».

Lisboa só tem 520 mil habitantes


Sabia? E saiba outras coisas…

A Marktest e o Sales Índex dão-lhe as características da Cidade de Lisboa que lhe deixo aqui. Vale a pena saber umas coisas – por maioria de oportunidade, agora que vamos a votos.
Por exemplo: sabia que a Cidade tem «apenas» 520mil habitantes? Desde a nossa infância que nos fixámos nos 700 e tal mil. Isso já foi. Lisboa tem vindo a perder habitantes, essa é que é essa… Mas, olhando para o número de eleitores, que ronda os 500 mil, também acho que pode haver aqui um exagero que é preciso dimensionar...
Ver aqui.

PJ na Câmara do Montijo

Nada mais simples

Uma empresa compra um terreno em 99 por 300 e tal mil euros. Uns mesitos depois, a Câmara propõe-se, por acaso, fazer ali um equipamento desportivo e comprar o terreno. How convenient… Em 2002, a empresa vende o terreno à Câmara por mais de 800 mil euros.
Limpinho. Agora a PJ anda a ver isto.
(Mas: como ontem me dizia alguém sobre a Câmara de Lisboa: a PJ não sabe onde procurar… e ninguém tem a coragem de lhe dizer nada… ninguém quer chatices)

Santana não se safa… em Lisboa

Ressabiado e ressentido, dizem-lhe

Santana «continua ressentido pela derrota eleitoral de Fevereiro de 2005», comentou

quinta-feira, maio 24, 2007

Lisboa e os votos emprestados


Quem vai tirar votos a quem?

A entrada de dois independentes vai baralhar um pouco as previsões de alguns partidos.
Julgo que no eleitorado da CDU ninguém retirará nada de significativo. E que os pequenos partidos não passarão mais uma vez dos 0, qualquer coisa %!
Sem maior base de reflexão do que o que se sabe, o que se vê e se ouve, julgo que os votos vão rolar pelo menos assim:

1
Carmona vai beber muito no PSD, bastante no PS.

2
Helena Roseta vai retirar muita votação ao PS, bastante ao BE e um tanto ao PSD.

3
O PSD vai retirar votos ao CDS.

Discutir tudo, incluindo a Ota

Ouvir todos, incluindo a Cidade

Essa foi a latitude do volte-face. António Costa, agora candidato a Lisboa, afirmou que se devem «discutir «todos os assuntos, incluindo a Ota». E o Governo?
“«Sobre essa questão, o Governo deve ouvir toda a gente, incluindo a cidade», acrescentou.” (TSF)

Ruben e Jerónimo visitaram as Oficinas da Câmara de Lisboa nos Olivais


Trabalhadores gostaram da solidariedade

«Ruben de Carvalho, candidato da CDU à Câmara Municipal de Lisboa, visitou, esta quinta-feira, as oficinas gerais da Câmara Municipal de Lisboa (CML). O candidato aproveitou a oportunidade para alertar para situações incompreensíveis, já que havendo mais de 140 trabalhadores, há viaturas que são reparadas em oficinas particulares». (TVI)

Lógica complicada em Lisboa

Negrão nega programa do PSD de há dois anos

Isto que aí reproduzo adiante foi dito por Negrão, para responder ao facto de Carmona dizer que vai retomar o programa com que foi eleito em 2005…
Disse Negrão:
“«Efectivamente confirma-se que o programa não era propriamente do PSD, mas sim de Carmona Rodrigues e, por isso ele se candidatou e fez esse programa dele novamente», frisou.” (TSF)
Eh, pá! Isto é uma lógica que ultrapassa a Lógica ela mesma…

Feira do Livro de Lisboa abriu

«A meio gás»

(Sol)
Nível de vida tem culpa. Mas não é tudo. Livreiros e editores também culpam a CML. (RTP)

Novo aeroporto de Lisboa onde?

Atenção às vozes

Diz a Associação de Municípios de Setúbal que devem ser feitos estudos sobre o Campo de Tiro de Alcochete. E diz Vital que a Lusoponte tem interesse em que o NAERL seja na margem sul…
Por outra parte, hoje Ruben de Carvalho falou sobre o NAER: «Ruben de Carvalho defende Portela para o turismo / Lisboa: candidato da CDU diz que cidade é um dos principais destinos turísticos da Europa» ('PD').

“Lisboa: PCP exige extinção da Fundação Dom Pedro IV”

Projecto de Resolução na AR

“O PCP entregou na Assembleia da República um projecto de resolução em que exige a extinção da Fundação Dom Pedro IV, responsável pela gestão de 1.400 fogos em Lisboa, que acusa de cometer ilegalidades.
No projecto, a que a agência Lusa teve acesso, o PCP cita um relatório de 2000 da Inspecção-Geral do Ministério do Trabalho e da Solidariedade que aponta alegadas ilegalidades na gestão.
O PCP acusa a Fundação de pôr em causa «o direito fundamental à habitação» dos moradores e de os sujeitar a «uma série de arbitrariedades e violências».
No projecto de resolução, defende-se a extinção da Fundação e a destituição dos seus gestores, como recomenda o relatório de 2000, bem como a devolução dos 1.400 fogos ao Estado.
O PCP quer ainda ver investigadas as eventuais responsabilidades pelas alegadas ilegalidades «cometidas em nome da Fundação Dom Pedro IV e com o respectivo encobrimento».” (‘DD’)

Lisboa em transe com tanto candidato


Notas da pré-campanha

1
O blog de Carmona, agora canddidato, tem publicidade do Hotel Regency, onde decorreu o lançamento da candidatura. Não sei se é legal. Habitual, não: acho mesmo que é a primeira vez que tal acontece.

2
«Guerra civil no PSD», diz Telmo.

3
«Nazi», chama Santana a (a decisão de) Marques Mendes por causa os arguidos.

4
Gabriela e Fontão vão na lista de Carmona.

5
Ainda não se sabe se os vereadores «antigos» do PSD na CML vão na lista de Negrão.


PS Lisboa fora dos 10 primeiros

Lista de António Costa

Diz João Pedro Henriques, 'DN', que, nos 10 primeiros lugares da lista de António Costa, não fica ninguém indicado por Miguel Coelho.
Vassouradas!, como diria Ruben de Carvalho.

CDU em Lisboa


«A única alternativa»

«Temos, então, que, como é sabido mas vale a pena relembrar, os eleitos do PCP na Câmara e os eleitos do PCP e do PEV na Assembleia Municipal foram os únicos que opuseram o seu voto ao negócio Câmara/Bragaparques – num caso e noutro sozinhos. E não apenas se opuseram: denunciaram-no no devido tempo e ao longo dos tempos. Foi, aliás, na sequência dessas queixas apresentadas pelo PCP (designadamente na Procuradoria Geral da República e na Polícia Judiciária) que foram instaurados os processos judiciais que viriam a provocar a demissão de todos os vereadores e a realização das eleições intercalares».

Culpas em Lisboa


Rita Magrinho responsabiliza Carmona

«CDU: Carmona é responsável pela situação da câmara de Lisboa / A candidata da CDU à câmara de Lisboa Rita MagrItalicinho considerou hoje que Carmona Rodrigues tem «o direito enquanto cidadão», de se candidatar, assinalando no entanto que a responsabilidade pela situação da câmara é do ex-presidente da autarquia.
«É evidente que o engenheiro Carmona Rodrigues tem todo o direito, enquanto cidadão, de se candidatar e de apresentar uma lista às eleições», afirmou Rita Magrinho, ex-vereadora e número dois da lista da CDU às eleições de 15 de Julho.
«O engenheiro Carmona Rodrigues, e outros que o acompanham, são em boa medida responsáveis pela situação a que a câmara chegou», sublinhou Rita Magrinho, em declarações à Agência Lusa».

MPT diz que vai concorrer em Lisboa

E Ribeiro Telles?

«O líder do Movimento Partido da Terra (MPT), Paulo Trancoso, confirmou hoje que o partido vai apresentar a candidatura à presidência da Câmara de Lisboa «ainda esta semana». ('DD')
Como, se Gonçalo Ribeiro Telles, Presidente honorário do MPT, está noutra candidatura?

Negrão leva quem para Lisboa?

Ex-vereadores, não, diz Manuela

"Manuela Ferreira Leite, a mandatária da candidatura, almoçou hoje com Negrão e aconselhou-o a não reconduzir os anteriores vereadores do partido, mas têm pressões da direcção distrital e nacional do PSD em sentido contrário." ('Expresso on line')

Direito de resposta em Lisboa

Empresa João Bernardino Gomes

Uma grande dose de informação lateral. Não perder.

Lisboa, corrida eleitoral

Candidato anuncia decisão

Carmona avança mesmo.
E a pré-campanha arranca logo a doer. Vai ser assim muitas vezes.
«Carmona afasta possibilidade da Bragaparques financiar campanha / O ex-presidente da Câmara de Lisboa Carmona Rodrigues afastou hoje possibilidade de aceitar apoios financeiros de pessoas ligadas à Bragaparques para a sua candidatura independente às eleições intercalares para a autarquia lisboeta.
«Essa situação não se vai colocar», disse Carmona Rodrigues depois de ter sido questionado pelos jornalistas sobre se aceitaria financiamento da Bragaparques». ('DD')

Eh, pá. Não me digas

E só te lembraste agora?

«Ex-assessor diz que Felgueiras sabia tudo e tudo ordenava».

quarta-feira, maio 23, 2007

Lista do PSD a Lisboa

Quantos ficam, quantos ficam?

«Segunda-feira à noite, o PSD viveu uma das Assembleia Distritais do partido mais agitadas de sempre. Paula Teixeira da Cruz, a presidente da distrital, perdeu um dos seus vices – José Faustino – que apresentou a demissão e foi indirectamente posta em xeque por um extenso rol de intervenções que exigiram uma total renovação da lista de Fernando Negrão à capital, sendo que Teixeira da Cruz tem dado sinais de apoio à manutenção dos vereadores do PSD que transitaram do anterior executivo camarário. Entre eles estão os presidentes das duas secções do partido que reúnem maior número de votos na distrital, ou seja, Sérgio Lipari (presidente da secção A) e António Prôa (presidente da secção B), ambos apoiantes da presidente do PSD/Lisboa».

Santana by himself
«Não fui eu, não fui eu!»

«Pedro Santana Lopes compareceu à reunião, para defender que o PSD não tem que se envergonhar da obra que deixa em Lisboa mas, sobretudo, para avisar que as ilações políticas a retirar de todo este processo deverão ficar para a altura própria, ou seja, para depois de 15 de Julho».

Olh’ò Menezes, também
«Logo ajusto contas contigo, ó MM!»

«Luís Filipe Menezes, como Santana adversário de Marques Mendes, também veio remeter a hora da verdade para depois das eleições, e voltou a deixar uma ameaça ao líder do PSD nas entrelinhas: ''Até à noite das eleições, que é a hora de festejar a vitória, não falo sobre a situação interna do PSD'', afirmou o autarca de Gaia».

In Expresso on line

Carmona concorre a Lisboa

Com a nova data das eleições, sim

Carmona Rodrigues fala às 13 (disse a SIC Notícias há momentos) e vai candidatar-se, garante o 'Expresso'.

Li agora no 'Sol': «Na terça-feira, em declarações aos jornalistas, o ex-autarca disse que tem sido «insistentemente apoiado e contactado por muitas pessoas e entidades» que o incentivam a mudar a sua decisão de não se recandidatar, anunciada na quinta-feira passada.
«Não deixo de ser sensível [a esses apoios]. É gratificante saber que há milhares de pessoas que me apoiam. Chega para ponderar. Não posso ser insensível às vozes de muitos lisboetas», referiu».

A alteração da data da eleição e os apoios recebidos terão sido determinantes.
Actualizado
Afinal a conferência de imprensa é às 18, no Regency. Vi aqui.

terça-feira, maio 22, 2007

Medidas urgentes para Lisboa


Ruben de Carvalho na sessão de apresentação dos candidatos da CDU

Ruben de Carvalho deixou hoje claro que «o saneamento financeiro da câmara é um problema urgente a resolver, acrescentando que a candidatura apresentará “em breve o conjunto de medidas” que considera “urgentes para a situação lisboeta”.
As medidas, disse, “têm a ver com a situação financeira, mas também têm a ver com a correcção de tropelias como as revisões simplificadas do PDM, responsáveis por muitas das barbaridades cometidas nos últimos anos em Lisboa”.
Para Ruben de Carvalho, “é urgente” avançar com a revisão do PDM para “travar os negócios e os loteamentos” feitos ao abrigo de alterações simplificadas, que beneficiam “interesses e especulação imobiliária”.»
Leia aqui a intervenção de RC na íntegra.

30 milhões para Lisboa

Gestão corrente

A Assembleia acaba de aprovar o empréstimo. Li aqui.

«Carmona Rodrigues apresenta recandidatura à Câmara Municipal de Lisboa» (JNeg)

Ainda hoje? Amanhã? É certo: 4ª-feira: palavras do próprio…

Durante o dia de hoje, correu de tudo: sim, não, hoje, amanhã. Afinal já se sabe que se saberá amanhã.
No J Neg, esta tarde: «O ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carmona Rodrigues, já decidiu avançar para a corrida às próximas eleições intercalares da autarquia».
Mas o ‘DD’ continuava a não ter certezas, embora soubesse que a decisão será anunciada 4ª-feira.
No entanto, o ‘Público’ conseguiu falar com ele (Ana Henriques) e recolheu as suas palavras: «Já tomei uma decisão. Comunico-a amanhã».
.
Mas li agora isto aqui… «O Expresso sabe que Carmona Rodrigues vai recandidatar-se à presidência da autarquia».

Um portátil revolucionário


A 100 dólares?

É apresentado como tal. Para já só na foto. Em Outubro chega ao 3º Mundo. Portugal deve ser logo a seguir, se fizerem bem as contas...

segunda-feira, maio 21, 2007

Um blog especial em Lisboa…

António Costa é blogger

O blog criado por António Costa e José Magalhães há dois meses e tal chama-se «Opinião». Mas não é um blog normal: ele aparece dentro do site oficial. Mesmo assim: indexado ao portal oficial do MAI e tudo. Na altura (foi criado a 11 de Março passado), isso fez confusão a algumas pessoas. A mim, não. Teve vários textos assinados por AC, como este, só para exemplo.
Fui lá hoje à procura sabem de quê? De um texto de despedida. Mas, nada: o último post tem a data de 10 de Maio. Ora, bolas. Que desleixo…

Pescadinha de rabo na boca

Blogger awards

É só andar às voltas e voltinhas, e mais voltas e mais voltinhas… É fácil.

Negrão e os idosos de Lisboa

Carmona «não me preocupa», disse
.
Fernando Negrão visita centros de dia na Cidade. E quanto à candidatura de Carmona? «Não me preocupa nada», sublinhou, considerando que se Carmona Rodrigues avançar será «mais um candidato».
«Cá estaremos para fazer um combate democrático», acrescentou, remetendo mais comentários para depois da declaração de Carmona Rodrigues.

Maioria relativa para Lisboa?

Mais um a prever o mesmo

«Não é preciso ser profeta para prever que o futuro presidente da Câmara de Lisboa não alcançará uma maioria absoluta».
Mário Bettencourt Resendes, 'DN', hoje

Lisboa vai ficar sem asas

Portela fecha mesmo

Mário Lino, hoje: «Sustentar dois aeroportos na região de Lisboa é completamente inviável».
Portanto, bye-bye, Portela. Lisboa sem asas.
Quantas vezes João Soares o disse: «Não mexam na Portela»?
E agora, António Costa?

Lisboa: Carmona tem tudo a andar?

Só falta o «sim» do candidato, dizem-me

Além de 2 500 assinaturas, Carmona já tem outras garantias. Já na sexta, Ângela Silva escrevia: «Carmona já tem sede no Saldanha com telecomunicações montadas, além do slogan – “O meu partido é Lisboa” –, da autoria da empresa de comunicação de Cunha Vaz, já estar feito, bem como os primeiros cartazes para o caso da candidatura avançar».
In 'Expresso'

Nota
Devia ter escrito «além de o slogan...», AS. Sorry.

Actualizações
1
Já esta tarde, leio no 'DD', que transcreve a Lusa que Carmona tomará uma decisão «nos próximos dias» e que são possíveis «todas as hipóteses». Mais: «Quando houver uma decisão, o professor Carmona Rodrigues falará», adiantando que tal deverá acontecer «nos próximos dias».
2
E no 'DN' de terça: «Carmona Rodrigues tem a sua primeira aparição pública hoje ao fim da tarde, no lançamento de um livro sobre os riscos da construção do novo aeroporto internacional na Ota. O autarca vai estar no Palácio Galveias, em Lisboa, numa sessão que foi escolhida propositadamente. Carmona deverá revelar hoje aquela que tem sido a sua linha de actuação em relação à Ota: É preciso saber quais os custos/benefícios do projecto e Lisboa não pode perder o actual aeroporto da Portela».

Poucos pesos pesados na lista de António Costa, achou eu

Sinceramente...

... Fiquei um bocadinho desconsolado com a lista do PS. Depois de se saber que vinha António Costa, pensei cá com os meus botões: «Espera aí pela pancada. Vai ser um vê-se-te-avias de pesos pesados». Mas não: tudo normal, sem mais estrelas do que as já conhecidas. Talvez antes isso, porque a experiência com Carrilho não foi grande espingarda.

Finanças das campanhas em Lisboa

Roseta tem o irmão

Está dito: para tomar conta das finanças da campanha de Helena Roseta, vem o irmão da candidata, o economista José Pedro Salema. Em família e bem. O Prof. Galopim de Carvalho é o mandatário da lista.

Um livro e Lisboa

Carrilho revisitado

Helena Matos leu há momentos alguns excertos do celebrado livro de Manuel Maria Carrilho sobre o que lhe aconteceu na CML. Esse excerto dizia respeito a Manuel Salgado. E não é nada abonatório, na opinião de Helena Matos.

Amanhã, em Lisboa


Apresentação de candidatos CDU

No Sofitel, às 17.30, amanhã.

Greve Geral


Dia 30

Esclarecer. Esclarecer. Esclarecer. Alertar. Alertar. Alertar.
Não esquecer. Não esquecer. Não esquecer.

A «capelinha» e as eleições para Lisboa

... «falou mais alto...»

Agora que a coisa já arrefeceu, já se pode referir sem causar mais mossa. Mas foi assim, há dias.

Palavras em Lisboa

A palavra das «segundas-feiras»

«Só tenho uma palavra», disse Sá Fernandes. Falava de se candidatar sozinho (como ouvimos há quinze dias) ou em coligação (como disse este fim-de-semana, no exacto dia em que apresentou a sua lista). De resto, um triplo zigue-zague que nem é exclusivo.
Nota de culpa
Escrevi aí em baixo que gostava de ouvir de que lado estão hoje Ribeiro Telles e outros. Se ainda acompanham Sá Fernandes. Pois bem: Ribeiro Telles já o ouvi. Está lá. «Mea culpa». (Não «Meia Culpa», a discoteca que acabou famosa - como alguns pensam que é correcto escrever-se, por leitura execessiva de pasquins). Faltam «só» os outros.

Agências nas eleições em Lisboa

E vão três a caminhar para quatro

LPM com António Costa. Ibsis com Fernando Negrão. Cunha Vaz e Associados com Carmona, se avançar. BBDO («a título pessoal») com Sá Fernandes… Ler aqui e aqui.

António Costa pede maioria absoluta para Lisboa


Mas acho que a vida real não vai esse sentido

… E não vai nesse sentido nem no que toca ao Governo de onde saiu agora mesmo nem no que toca aos comportamentos do PS nestes últimos seis anos na CML. Isso é sabido.
É verdade que Manuel Salgado é um nome sonante. Mas, por exemplo, o seu Plano da Baixa foi chumbado na Assembleia Municipal por todos – até pelo PS. Tá a ver? Complicado, isto tudo.
É verdade que Mega Ferreira é uma estrela do céu socialista. Mas tem dois pequenos «senãos»: é um outsider muito bem pago, que se confessa egoísta e individualista, e que acaba de confessar à comunicação social que… CML nunca. Portanto, está na lista, sim, mas só para efeitos de indução de votos. A chamada propagandazinha.

Disse António Costa: «Se os lisboetas derem (ao PS) uma maioria clara e consistente saberão a quem podem pedir contas, mas se não o fizerem ficarão entregues aos jogos partidários na formação de coligações».

E digo eu: está a pedir maioria absoluta. E sinto que a vida real não lha pode dar. Ninguém ignora as culpas que o PS tem neste cartório. Ninguém, a começar por António Costa, que, aliás, o deixou bem claro na composição da sua lista. Só que esse reconhecimento não pode ser um passe de mágica do tipo Blanka Oxi Action...

Ou então isto está tudo trocado, acho, cá na minha maneira intuitiva de ver estas coisas. A ver vamos, como dizia o cego da minha terra.

domingo, maio 20, 2007

Lisboa ir a votos é melhor

A alternativa era a situação apodrecer até 2009…

A concluir um ‘longo’ artigo de reflexão (gostava que lá fosse e o lesse agora), escrevi, há bocado, isto no Cidadania LX: (…) «Lisboa ir agora para eleições não é bom; mas a alternativa de ficar a marinar (com a situação a apodrecer) até Outubro de 2009 era bem pior.
Prefiro assim. Dia 15 de Julho, os lisboetas falam».

Piscar de olho em Lisboa

António Costa alude a Nogueira Pinto
Em causa: o Plano da Baixa-Chiado

Há que saber o que está em causa. O número 2 da lista do PS, Manuel Salgado, é/foi o coordenador do grupo de comissários que apresentou a Maria José Nogueira Pinto o Plano da Baixa-Chiado.
Está tudo dito. Se António Costa quiser, é só carregar no botão. Nogueira Pinto – que eu sempre previ que viesse a ser indicada pelo Governo Sócrates para a empresa pública da Zona Ribeirinha – pode agora estar nessa pelo lado da CML ou até, quiçá, acumular e ficar nas duas estruturas…
Em termos meramente eleitorais, isto seria um rombo, mais um, na candidatura do CDS, que já tem Manuel Monteiro a morder-lhe nas canelas (salvo seja).

Carmona pode voltar atrás e concorrer


Hoje reúne o seu «staff» e amanhã fala outra vez

Se bem conheço alguns membros deste «staff», a decisão vai ser «sim». Alguns deles querem, outros precisam, outros acham que é um imperativo histórico mostrar o que tem de ser mostrado no seu entender… e a quem de direito. Carmona, se se candidatar pode atrapalhar e muito o PSD e o PS. Tal como Helena Roseta atrapalha o PS, o BE e o PSD (este, em menor escala). Acabo de saber pelo ‘DN’ que a proto-candidatura de Carmona chegou a registar-se como Pessoa Colectiva. E sei que tem muitas assinaturas recolhidas. E tem um blog pronto a arrancar. E tem a estrutura de marketing de António Cunha Vaz pronta a arrancar para o terreno. O que não é pouco. Acho sinceramente que amanhã Carmona vai dar a notícia de que se candidata. A tentação dele deve ser muito grande. Uma espécie de vertigem da necessidade.

Kalimerices em Lisboa

It is an injustice, it is!

Um dos candidatos queixa-se muito de que ninguém se quer coligar com ele. Dá para pensar: por que será que ninguém quer? Estão todos feitos contra ele? Apreciam todos de forma despeitosa a sua presença? É só máfias por todo o lado? Dá que pensar: por que será que não querem? (Nem sequer a franco-atiradora-candidata-vinda-do-PS-de-Alegre). Porquê, senhores?
«Arrogância e chantagem» de toda a esquerda menos a da força política em que aparece. «Aqueles que da unidade só conhecem o discurso da chantagem». São frases que vão ficar emolduradas nesta campanha…
A propósito: Ribeiro Telles, António Barreto, Rui Vieira Nery… que é feito deles? Gostava de ler ou de ouvir da boca deles de que lado estão hoje. Mas da boquinha deles, se fazem favor…

A Independente, Sócrates e as liberdades

Insulto? Então digam qual insulto
Ou ficamos na dependência de avaliação administrativa?

Dizem que há um professor despedido por ter falado com «amigos» sobre o curso de Sócrates na Independente. É do PSD. Já chegámos à Madeira ou ao Império de Bokassa?

sábado, maio 19, 2007

Manuel Alegre não faz campanha por Helena Roseta em Lisboa

Depois de Ana Sara Brito, agora é Alegre que lhe falta

Sara Brito vai com António Costa. Agora também Manuel Alegre diz que não participa na campanha em Lisboa.
É só boas notícias para António Costa...

Telmo Correia para Lisboa

Paulo Portas não disfarçou nada

Fez um número em directo, chamou vários nomes para aplauso: «Será este, será aquele»... Mas acabaria por apontar Telmo Correia. Isso significa, apenas, que Nobre Guedes não aceitou - como eu previ...

Lisboa tem muita força


Os estragos conhecidos e os que aí vêm...

Lisboa obrigou a duas remodelações de topo no mesmo dia. Tal é a força de Lisboa. Leia o artigo de reflexão que escrevi esta tarde no Carmo e a Trindade.

Ruben sobre eleições tardias

Trabalhadores desmotivados
Populações prejudicadas

Lusa / SOL: "Na opinião de Ruben de Carvalho, os trabalhadores camarários sentem-se «desmotivados», sendo necessárias «urgentes medidas de dinamização e reestruturação da edilidade».
«Durante este período as necessidades quotidianas da população de Lisboa serão correspondidas de forma insatisfatória», frisou".

Negrão com divergências em Lisboa

Motivo: salas de chuto

Depois de tanta asneira, faltava que fosse por isso… Diz o ‘DN’ que podem ser as salas de chuto que Lipari defende o pomo da discórdia (Negrão já disse publicamente que é contra): «Esta divergência tem sido ventilada como um dos motivos que poderá levar Sérgio Lipari a ficar fora da lista, apesar do ex-vereador ser considerado um dos homens fortes do aparelho».